Bem-vindo, !|Sair

EasyJet deixa de voar para os Açores no final de outubro


 

A companhia de baixo custo britânica EasyJet vai deixar de voar para o Aeroporto de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, Região Autónoma dos Açores, no último fim de semana de outubro deste ano, decisão que se deve à falta de disponibilidade de avião para acompanhar a oferta atual.

“Decidimos que a partir do próximo inverno não iremos voar mais para Ponta Delgada”, anunciou na manhã desta quinta-feira, dia 23 de março, José Lopes, diretor de vendas da EasyJet para Portugal, durante uma conferência de imprensa em Lisboa.

José Lopes explicou ao jornal “Açoriano Oriental’ que esta decisão se deve à falta de disponibilidade de avião para acompanhar a oferta das outras companhias a operar atualmente em Ponta Delgada.

“Neste momento não temos disponibilidade de avião em Portugal para nos permitir pôr dois voos diários a operar para os Açores, o que quer dizer que não conseguimos colocar no mercado um produto que esteja ao nível daquilo que as pessoas esperam da EasyJet”.

“Somos o quarto player em Ponta Delgada, onde tem havido um aumento exponencial da oferta. No inverno concorremos com entre seis a oito voos da nossa concorrência, o que também se irá verificar no verão e ao que se vai juntar uma terceira operação da TAP. A EasyJet para ter um produto vencedor necessitava de ter capacidade de disponibilidade de avião para no mínimo operar dois voos diários. Infelizmente isso não é algo que nos seja possível fazer”, acrescentou o diretor de vendas da companhia britânica de baixo custo.

Imagem obtida no passado dia 24 de setembro de 2014 após uma reunião de José Lopes, ao centro, que estava acompanhado por uma executiva da EasyJet, com Vítor Fraga, secretário regional do Turismo e Transportes, na qual a companhia de baixo custo britânica manifestou a sua intenção de passar a voar de Lisboa para os Açores no Verão IATA seguinte, o que, na realidade, aconteceu.

Nas declarações ao jornal açoriano, José Lopes admite que a EasyJet possa voltar aos Açores, logo que tenha mais aviões, e recordou o papel que a empresa aérea teve no sucesso da estratégia do turismo da Região.

“Fazemos no final deste mês de março, no dia 29, dois anos do dia em que aterrou o primeiro voo privado, um voo da EasyJet, após a liberalização do espaço aéreo açoriano. Há sempre muita discussão sobre de quem é paternidade, mas não há dúvida nenhuma que a maternidade é da EasyJet, que lutou durante três anos para que o que acontece hoje nos Açores fosse uma realidade com o impacto positivo que teve na economia local: o ‘boom’ no turismo e a possibilidade dos açorianos e todos os que querem visitar a Região possam voar com mais frequências”, afirmou José Lopes.

A EasyJet começou a voar para os Açores a 29 de março de 2015, tendo sido a primeira companhia aérea de baixo custo a operar em Ponta Delgada. Ao longo destes dois anos a empresa voou entre Lisboa e Ponta Delgada duas vezes por semana, estratégia que manterá até ao final de outubro próximo.


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica