Bem-vindo, !|Sair

EasyJet pretende admitir 50 mulheres piloto por ano até 2020

 width=“750” height=

A companhia britânica de baixo custo EasyJet está empenhada em admitir mais mulheres para os cockpits dos seus aviões, anunciou nesta quinta-feira, dia 15 de dezembro, a presidente executiva da empresa, Carolyn McCall.

A EasyJet tem presentemente 164 mulheres piloto no total, sendo que 62 são comandantes – cerca de 14% do total mundial.

Em outubro de 2015, a EasyJet lançou a iniciativa ‘Amy Johnson’ com o objetivo de duplicar a admissão mulheres piloto para 12% no período de dois anos.

A iniciativa foi um verdadeiro sucesso com mais de 600 candidatas e, por isso, a companhia alcançou o objetivo de 12% em apenas um ano – foram recrutadas 33 novas mulheres piloto. Estas mulheres começaram a voar com a EasyJet ou foram selecionadas para começar nas próximas semanas.

Encorajada com este sucesso, a EasyJet estabeleceu agora um novo e mais ambicioso objetivo de conseguir que 20% das novas admissões de cadetes pilotos recrutados pela companhia até 2020 seja mulheres. Considerando os atuais planos de recrutamento, isto significa que a EasyJet recrutará cerca de 50 mulheres piloto por ano.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica