Bem-vindo, !|Sair

Embraer reconfigura sensores no protótipo do KC-390

A Embraer está a reconfigurar o primeiro protótipo do cargueiro militar KC-390 com um conjunto de sensores para iniciar a campanha de testes de voo do novo aparelho, explicou Frederico Lemos, responsável pela área de negócio da Embraer Defesa & Segurança, na Europa, Médio Oriente e África. O avião realizou o seu primeiro voo no dia 3 de Fevereiro, com uma duração aproximada de 01h30, no qual foram adquiridos os primeiros dados para validar o seu envelope de voo. Os engenheiros da Embraer prosseguem a validação das leis de controlo de voo em simulador e a testar todos os sistemas da aeronave no chamado iron bird, que replica e simula as cargas sobre os actuadores do avião. Paralelamente, o rig de sistemas de aviónicos permite testar os equipamentos e o mock-up da fuselagem, a validação da capacidade de transporte do KC-390.

Convidado a apresentar um update sobre o projecto do KC-390, no âmbito da Semana Aeroespacial organizada pela APAE (Associação Portuguesa de Aeronáutica e Espaço), em Lisboa, Frederico Lemos revelou que foram realizadas oito campanhas de ensaios em túnel de vento, uma delas com um modelo à escala de 1/5, com sete metros de envergadura. Foram particularmente testadas as missões militares especiais previstas para o novo avião, nomeadamente, os reabastecimentos em voo de jactos, helicópteros e do próprio KC-390; a largada de paraquedistas; e o lançamento de cargas, o que requereu estudos específicos e a participações em algumas missões da Força Aérea Brasileira (FAB). O KC-390 será, primeiramente, certificado como aeronave civil, mas dotado de um computador para missões militares. A integração será feita posteriormente, frisou.

Em linha com o calendário de testes, prevê-se que a entrega do primeiro KC-390 à FAB ocorra no final de 2016, embora o avião só venha a alcançar a sua plena capacidade operacional em 2017. Tratando-se de uma decisão política, o responsável da Embraer Defesa & Comunicação, não se pronunciou sobre uma eventual compra deste aparelho por parte do Estado Português. No entanto, Frederico Lemos lembrou a existência de um alinhamento muito positivo de Portugal com a Embraer, que levou aos investimentos do construtor brasileiro em Alverca (OGMA) e em Évora.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica