Bem-vindo, !|Sair

Governo da República de Cabo Verde deixa de subsidiar a TACV


 

O Governo da República de Cabo Verde anunciou nesta quinta-feira, dia 11 de maio, que deixa de subsidiar com fundos públicos a companhia aérea nacional TACV, no intuito de recuperar o seu valor de mercado no processo de privatização que está em curso.

Esta decisão saiu do Conselho de Ministros, tendo o porta-voz do encontro, Luís Filipe Tavares, revelado em conferência de imprensa que a TACV perdeu 22 milhões de euros em 2014, 35 milhões em 2015 e aproximadamente 17 milhões de euros em 2016 e que a “empresa está deficitária e sem perspectivas de sustentabilidade”.

O governante sublinha que esta medida de não injetar fundos públicos na TACV, permite assegurar que até a conclusão do processo de privatização, as perdas e dívidas acumuladas superiores a 90 milhões de euros “deixem de ameaçar a estabilidade financeira do País”.

Luís Filipe Tavares avançou, por outro lado, que a privatização da transportadora aérea cabo-verdiana poderá ser parcial ou total, mas que de momento o Governo está a trabalhar com o Banco Mundial neste processo de preparar a empresa para a sua privatização “o mais rapidamente possível”, considerando se tratar de um dossiê “muito complexo”.

Conforme explicou o ministro, foram incumbidos os ministros das Finanças e da Economia e Emprego a missão de aprovarem em assembleia-geral o plano de reestruturação da TACV para a implementação do conselho de administração, com o objectivo de criar todas as condições para “reduzir drasticamente as perdas atuais” e preparar a empresa para a sua privatização.

O Governo não avança qual será o timing nem os meandros para esta privatização, mas promete apresentá-los posteriormente para o conhecimento público.

 

  • Notícia distribuída pela Inforpress – Agência Cabo-Verdiana de Notícias.


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica