Bem-vindo, !|Sair

Jovem de 19 anos chega a piloto comercial da Easy Jet

 width=

O sonho de todos os aspirantes a pilotos comerciais é uma formação rápida e uma oportunidade de se sentar num no final da qualificação acaba de ser conquistado por um adolescente inglês de 19 anos.

Luke Ellsworth, tem 19 anos de idade, e acaba de ganhar a sua cadeira de co-piloto na EasyJet, depois de ter feito um dos percursos académicos mais rápidos e brilhantes durante a sua qualificação.

Tudo começou nove dias após ter feito dezoito anos, quando se inscreveu numa academia de aviação perto da sua residência em Southampton, na Inglaterra.

Ellsworth completou o curso em dezoito meses com aproveitamento excelente, que incluía seis meses de simuladores e prática em voo no Arizona, nos Estados Unidos da América, sendo imediatamente recrutado pela EasyJet em Abril passado.

De acordo com a Autoridade Civil para a Aviação do Reino Unido (CAA) Ellsworth é o mais novo piloto comercial de sempre no país.

A imprensa britânica não perdeu tempo e dedicou muitas páginas ao jovem piloto na passada semana, muitos questionando este recorde relativamente à segurança, com perguntas como: Estaria preparado para lidar com uma emergência, ou até mesmo se achava coerente alguém tão novo e sem experiência ter uma responsabilidade tão grande.

Ellsworth demonstrou maturidade perante todas estas questões da imprensa, alguma sensionalista, respondendo com a sua preparação, testes e exames que passou pondo à prova a sua capacidade em conformidade com os melhores padrões de segurança EASA tanto na sua academia como da EasyJet uma companhia cuja preocupação pela segurança e aptidão das tripulação é fulcral.

Luke-Ellsworth-Piloto-Comercial-Easy-Jet-Cockpit-

Ellsworth está habilitado para voar aeronaves Airbus A319 e A320. Ficou baseado no Aeroporto de Londres/Gatwick, no Reino Unido, e a sua primeira escala foi entre a base e o Aeroporto de Toulouse, no sul de França.

Luke-Ellsworth-Piloto-Comercial-Easy-Jet-Pai-cmd-Paul-Elswort-

Luke Ellsworth com o pai o comandante Paul Elswort

Embora o pai seja um comandante de carreira, também na EasyJet, Ellsworst diz que nunca se sentiu pressionado para seguir a carreira do pai, a paixão simplesmente estava lá. E com vontade e muito sacrífico tudo é possível. “Espero que este meu exemplo seja seguido por muitos jovens, é possível!”, acrescentou ainda Ellsworst à imprensa inglesa.

O seu próximo objectivo é trabalhar para rapidamente ocupar a cadeira da esquerda, a que comandante, o que geralmente pode demorar até 8 anos no caso da EasyJet

Como fazer para ser piloto da Easyjet?

Se reside em Portugal ou em qualquer um dos restantes países lusófonos a melhor opção é optar pela G Air Training Centre, uma escola de aviação portuguesa que forma pilotos para companhias aéreas mundiais há mais de 37 anos, e que foi selecionada pela EasyJet para treinar e selecionar pilotos de topo para futuros co-pilotos e comandantes daquela companhia. No âmbito da parceria a EasyJet procederá à avaliação e recrutamento de pilotos graduados pela G Air Training Centre, com o objetivo de integrar a equipa de pilotos da easyJet e, simultaneamente, aumentar significativamente o número de pilotos contratados de origem nos países onde possuem bases de operação.

Durante o passo mês de Junho ocorreu já uma primeira fase de seleção no centro de treino de Ponte de Sor (sede da G Air Training Centre), passando, numa segunda fase, a um processo de seleção em Luton, sede da companhia aérea, com início do treino dos alunos na easyJet agendado para Outubro do presente ano.

Mais informações – G Air | Sede – Portugal

Info@GAirG.com
www.GAirG.com
Contacto: +351 242 240 110

 

 

2 Comments

  1. Uhhhh.. Nunca aconteceu.. Really?!
    Jornalismo de “trazer por casa”.?

    • Catanho Fernandes

      Prezada Carolina… Certamente não leu bem o texto publicado. O Newsavia não escreveu que o caso do jovem piloto que foi admitido na EasyJet é único ou, sequer, primeiro. Sabemos que a Carolina é uma pessoa que está ligada à aviação. O seu comentário vira-se contra si. Agradecemos o interesse com que lê (e, acreditamos, irá continuar a ler) o Newsavia. Mas, sinceramente, de “trazer por casa” não será a nossa notícia. Antes o comentário produzido, que, um profissional de aviação competente não arriscaria fazer. Essa a diferença, também, de quem nos lê. Gratos pela sua intervenção e participar no debate.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica