Bem-vindo, !|Sair

Qual o meu lugar a bordo?

Olá a todos!

Quantas vezes não entramos no avião e olhamos para o nosso ‘cartão de embarque’ para ver qual o lugar que nos foi atribuído a bordo e…nos enganamos?

Acontece. Mas existem passageiros que são mais distraídos e não “ligam” às letras que lhe correspondem. Falo das letras ABC e DEF (isto nos aviões ‘narrow body’ que só possuem um corredor).

Seja em que companhia for, as letras são sempre iguais: o A e F correspondem à janela, o B e E a lugar ‘do meio’ e C e D ao lugar no corredor.

Quando o passageiro se engana, pergunta na maioria das vezes ao assistente de bordo se é necessário trocar de lugar. Será que se ficar no assento 10A quando, na verdade, tem o 9F pode fazer mal ou influenciar a operação?

Influenciar a operação não!

Contudo, para nós, assistentes de bordo, é importante que os passageiros respeitem os lugares. Em caso de acidente/incidente, é mais fácil saber onde se encontra um passageiro específico. A cada passageiro corresponde um lugar ( com excepção dos bebés que, até aos 2 anos, não têm lugar atribuído) e a identificação será mais fácil.

Óbvio que há sempre possibilidade de uma troca de lugares. Não prejudica, em nada, o nosso trabalho a bordo.

É sempre facilitada a mudança de lugar quando isso é possível.  Importa salientar que, muitas vezes, os passageiros preferem as ‘saídas de emergência’ por estas filas terem um espaço mais amplo para as pernas (tudo isto varia na companhia em que se voa). De qualquer modo, todos os que se sentarem neste lugar específico são informados que, em caso de emergência, têm de ajudar os outros passageiros numa evacuação do avião.

Como se sabe , a maioria das companhias aéreas na Europa, atribui os lugares aleatoriamente aos passageiros que não desejam comprar um assento específico.

Algumas permitem a compra (Ryanair, Easyjet, Swiss ou Ibéria, por exemplo).

Outras, ainda é gratuito como o caso da TAP e Lufthansa (esta última,consoante a classe de reserva).

Os lugares a bordo são importantes para todos. Para nós, que recebemos os passageiros e para aqueles que querem viajar com a ‘melhor vista’ possível!

Até breve e bons voos!

João Miguel Palma Costa


Nota: Todos os textos publicados na secção blogger integram um espaço de participação dos leitores e seguidores, que convidamos para tal. São da responsabilidade do autor, sendo que não expressam necessariamente a opinião da NEWSAVIA.

João Costa - Blog - NewsaviaJoão Palma Costa é licenciado em Turismo, ramo de Marketing, pela Universidade do Algarve/Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo.

Desde 2012 que é comissário de bordo na companhia irlandesa Ryanair. Está agora colocado na base de Lisboa (Portugal) depois de vários anos a operar a partir de Madrid (Espanha).

João Palma Costa após a licenciatura passou por dois projectos hoteleiros de luxo no Algarve, onde assumiu lugares de responsabilidade. Antes, entre 2005 e 2006, a convite do Director dos Serviços de Turismo do Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) estagiou nos Departamentos de Marketing, Mercados, Relações Públicas e Eventos/Projectos Especiais. No Oriente teve oportunidade de contactar directamente com os novos mercados de turismo emergentes: Brasil, Índia, China e África. Participou activamente nos projectos de elaboração de estudos para o “Grande Prémio de Macau”, “Festival Internacional de Fogo de Artifício” e em diversos certames de turismo internacional, nomeadamente na ITB (Berlim) e no WTM/Londres.

1 Comments

  1. Enderson Rafael

    Sem falar da importância com relação ao peso e balanceamento, que é a parte justamente que cabe à tripulação comercial conferir: se os pax estão distribuídos conforme o manifesto do despacho operacional de voo.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica