AAR Airlift ganha logística da Força de Paz da ONU na África Central

O grupo norte-americano AAR Airlift assinou um contrato com as Nações Unidas para a prestação de serviços de transporte de passageiros e carga na África Central, que inclui, pela primeira vez, o apoio a uma força militar de paz, anunciou a própria empresa, em Illinois, onde tem a sua sede central.

A AAR Airlift vai disponibilizar meios aéreos para apoiar as missões da Força de Estabilização das Nações Unidas na República Democrática do Congo denominada MONUSCO, que tem por missão dar suporte do governo congolês e consolidar os esforços de paz que têm sido mediados por países africanos e pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O contrato começa em Julho deste ano e prolonga-se por três anos, e tem um valor total de cerca de 19 milhões de dólares norte-americanos. A AAR Airlift vai prestar serviços com aparelhos de asa fixa (aviões de transporte de passageiros e carga) e com helicópteros também para transporte de passageiros, neste caso tropas e quadros das Nações Unidas, além de carga para abastecer os militares deslocados nas bases da MONUSCO.

No comunicado distribuído pela AAR, Randy J. Martinez, administrador-delegado da holding do grupo, manifesta a sua satisfação pelo negócio que foi fechado com as Nações Unidas, pois representará uma nova experiência em África num segmento em que ainda não tinham experiência no continente africano e que será junto de forças de paz deslocadas de vários países.

A AAR é um grupo internacional, com bases nos Estados Unidos da América e na Austrália, que trabalha muito no apoio logístico junto das Forças Armadas dos EUA e de outros países, e também com organizações internacionais, na deslocação de funcionários e militares e outros equipamentos que sejam necessários. A AAR é presentemente responsável por deslocações e viagens de suporte logístico a diversos países e às suas tropas deslocadas em missões de paz e de contenção de conflitos no Afeganistão, na África, no Mediterrâneo, no Pacífico Ocidental e no Oceano Índico.

Com a AAR trabalham cerca de 6.000 pessoas em 17 países. Além do transporte aéreo, a AAR tem importantes bases de manutenção e reparação aérea, sendo muito forte como entreposto de peças de aviões, com resposta permanente às companhias que utilizam os seus serviços. Os seus serviços técnicos abrangem diversos segmentos da actividade, desde a produção de componentes para a indústria aeronáutica até à programação de transporte, nomeadamente em condições especiais e para teatros de conflito militar.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica