Adria Airways apresentou pedido de falência na Eslovénia

A Adria Airways, companhia de bandeira da Eslovénia, país da Europa Central, anunciou nesta segunda-feira, dia 30 de setembro, que vai declarar falência, tendo suspendido todos os seus voos.

O pedido de falência já foi apresentado e espera-se que no prazo de três dias as entidades judiciárias se pronunciem sobre o assunto. O processo está pendente de aprovação do Tribunal Distrital de Kranj, uma cidade a cerca de 20 quilómetros de Liubliana, capital do País.

A companhia eslovena é a terceira companhia a entrar em falência no espaço de uma semana, depois da britânica Thomas Cook Airlines UK e da francesa Aigle Azur.

A Adria já tinha anunciado na semana passada que iria suspender temporariamente os voos no fim-de-semana. Agora parece que a decisão é irreversível, pois não encontrou um investidor capaz de colocar dinheiro na companhia e salvá-la da bancarrota.

Fundada há 58 anos, a Adria Airways tornou-se membro da Star Alliance em março de 1961. Em março de 2016, quando a transportadora aérea celebrava 55 anos, o Estado da Eslovénia vendeu 96% do capital social da empresa a investidores privados. Esta operação de privatização foi reforçada em julho do ano seguinte, quando a Adria comprou a Darwin Airline. Contudo, por pouco tempo, já que no final do ano teve de sair, e desfazer-se dessa empresa por ter entrado em bancarrota.

Nos últimos anos a companhia chegou a adquirir três aviões Airbus A319 para responder ao aumento de tráfego, nomeadamente para países limítrofes na Europa. Em abril deste ano, a Adria deveria ter recebido o primeiro de 15 aviões Sukhoi SuperJet 100 (SSJ100) encomendados no ano anterior à fábrica russa. O negócio incluía o hangar da Adria Tehnika, a MRO da companhia, que tem um hangar de 25.000 metros quadrados no Aeroporto de Liubliana. Já estava certificado para a revisão de revisão e manutenção de aviões regionais da Bombardier, a maioria da frota da Adria. Com a entrada dos SSJ100 seria certificada pela Sukhoi para dar apoio na revisão e reparação dos jatos regionais SSJ100 na Europa Ocidental e Central (LINK notícia relacionada).

Todavia, a concorrência das empresas de baixo custo, também em aeroportos secundários de diversos países europeus, foi levando, nos últimos meses, a clientela da Adria Airways e obrigou à criação de tarifas mais baixas, em pequenos percursos entre cidades na Europa Central, não obstante o excelente serviço que a Adria Airways disponibilizava aos seus passageiros. Chegou a operar uma frota de 20 aviões (LINK notícia relacionada).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica