Aeródromo de Vila Real inoperacional devido ao abatimento do piso

O aeródromo municipal de Vila Real, na Região Norte de Portugal, foi encerrado ao tráfego aéreo, a partir desta terça-feira, dia 16 de julho, devido ao abatimento do piso, confirmaram fontes da autarquia local.

O encerramento, determinado por questões de segurança, é por tempo indeterminado, nomeadamente para aviões, já que os helicópteros poderão continuar a utilizá-lo.

Neste aeródromo estão baseados um helicóptero e dois aviões anfíbios do dispositivo aéreo de combate a fogos florestais. As duas aeronaves de asa fixa terão de mudar de base, uma questão que está a ser analisada pelas entidades competentes, segundo fontes autárquicas.

O Aeródromo Municipal de Vila Real é também ponto de escala da linha aérea que liga diariamente Bragança a Portimão, no Algarve, com escalas ainda em Viseu e Cascais, nos arredores de Lisboa. É feita em regime de concessão de serviço público pela companhia portuguesa Sevenair.

Os jornais portugueses estão a divulgar na manhã desta terça-feira, dia 16 de julho, nas suas edições digitais, que a Câmara Municipal irá explicar em conferência de imprensa o que aconteceu no aeródromo.

Uma fonte da Proteção Civil disse, ainda durante a manhã, à agência de notícias ‘Lusa’ estar já a estudar locais alternativos para os “dois aviões médios”, estando em cima da mesa hipóteses como Chaves ou Mirandela.

Entretanto, o Grupo Sevenair, que faz os voos comerciais de e para Vila Real, anunciou na sua página de Internet que o aeródromo se encontra inoperacional até ao próximo dia 15 de agosto.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica