Bem-vindo, !|Sair

Aeroportos da ANA reduziram mais de 5% emissões de efeito de estufa desde 2011

Entre 2011 e 2014, os aeroportos portugueses reduziram em mais de 5% as emissões de gases de efeito de estufa por unidade de tráfego. A concessionária ANA, controlada pelo grupo francês Vinci, garante em comunicado que, “graças a esta redução das emissões, sete destes aeroportos cumpriram, em 2015, as condições de elegibilidade para a acreditação de nível 2 do programa Airport Carbon Accreditation”. Tendo em conta os resultados positivos conseguidos nos aeroportos nacionais, a Vinci vai incluir todos os seus aeroportos, em França e no Cambodja, no programa de redução da emissão de efeito de estufa, o Airport Carbon Accreditation. “A Vinci Airports é o primeiro grupo aeroportuário internacional a fazer aderir o conjunto dos seus aeroportos ao programa Airport Carbon Accreditation”, acrescenta o referido comunicado.

Assim, em Dezembro, o conjunto dos aeroportos da Vinci Airports será acreditado: os dez aeroportos franceses (Nantes Atlantique, Rennes Bretagne, Dinard Bretagne, Quimper Cornouaille, Poitiers Biard, Clermont-Ferrand Auvergne, Chambéry Savoie, Grenoble Isère, Saint-Nazaire Montoir e Pays D’Ancenis) e os três aeroportos cambodjanos (Phnom Penh, Siem Reap e Sihanoukville). Todos eles obterão o nível 1 de acreditação. Segundo Nicolas Notebaert, presidente da Vinci Airports, “Este processo inscreve-se nos objetivos prioritários da estratégia ambiental da Vinci Airports. Neste quadro, comprometemo-nos especificamente a obter a certificação ISO 14001 para todos os nossos aeroportos, a reduzir a nossa intensidade energética em 20% até 2020 e a implementar medidas específicas para a protecção da biodiversidade”, revela aquele responsável

O programa Airport Carbon Accreditation (ACA), lançado em 2009 por iniciativa do Conselho Internacional dos Aeroportos (ACI) é o único programa de dimensão internacional de redução das emissões de gases de efeito de estufa específico para os aeroportos. Esta certificação avalia e reconhece o processo empreendido pelos aeroportos a fim de reduzirem as suas emissões de gases de efeito de estufa. A acreditação exige uma verificação por uma entidade independente. É constituída por quatro níveis de acreditação: mapeamento, redução, otimização e neutralidade.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica