Air Austral imobiliza B787-8 por deterioração precoce de peças dos motores

A companhia aérea francesa Air Austral, que tem sede e base operacional no Aeroporto Roland Garros, na cidade de Saint-Denis, na ilha de Reunião, um território ultramarino francês no Oceano Índico, anunciou que vai deixar de operar com um dos seus dois Boeing 787-8 por, pelo menos, dois meses, devido a problemas técnicos imprevistos.

Um comunicado da companhia aérea distribuído nesta terça-feira, dia 4 de junho, confirma a notícia que estava a ser divulgada desde segunda-feira pela imprensa da ilha de Reunião. A Air Austral diz que foi detetado um problema de deterioração precoce nas aletas dos motores Rolls-Royce Trent 1000 que equipam o seu avião Boeing 787-8, matrícula F-OLRC, que de acordo com as diretivas europeias terá de ser intervencionado. O problema estava a ser seguido desde há algumas semanas, mas agora foi dada ordem para imobilização imediata do aparelho, por questões de segurança.

A Air Austral diz que está a trabalhar com a empresa de manutenção e engenharia AFI-KLM e com a Rolls Royce a fim de serem substituídas as peças deterioradas e lamenta que, mais uma vez, a sua pequena frota de dois Boeing 787-8 esteja afectada por problemas específicos nos motores da fábrica britânica. No ano passado e na sequência de um alerta geral todos os motores Trent 1000 foram revistos, levando à imobilização dos aparelhos, ainda com poucos meses de serviço na Air Austral.

 

  • LINK comunicado da companhia em língua francesa.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica