Bem-vindo, !|Sair

Air Zimbabwe em busca de capital para comprar novos aviões e regressar à IATA

O presidente da Air Zimbabwe, Eric Harid, revelou que a transportadora nacional do Zimbabwe está ‘afogada’ em dívidas e precisa de 368 milhões de dólares (323,6 milhões de euros) para recapitalizar as suas operações e encetar as acções obrigatórias que abrirão caminho para ser readmitida na IATA (Associação Internacional do Transporte Aéreo). Em 2013, a Air Zimbabwe registou um prejuízo recorde de 44,77 milhões de dólares (38,7 milhões de euros), devido a rotas curtas, custos elevados de combustível e o uso continuado de velhos equipamentos. O último lucro da Air Zimbabwe remonta a 2003.

Em petições endereçadas ao Comité Parlamentar para o Desenvolvimento do Transporte e Infraestruturas, o presidente executivo da Air Zimbabwe, sublinha que a companhia precisa de 331,97 milhões de dólares (291,1 milhões de euros) para comprar ou alugar aviões em leasing, 11,4 milhões (9,6 milhões de euros) para recapitalizar os recursos humanos e 10,6 milhões (8,8 milhões de euros) para o upgrade de instalações e equipamentos. Os custos adicionais incluem 7,5 milhões de dólares (6,1 milhões de euros) para a construção de novas infraestruturas de escritórios e 2,1 milhões (1,7 milhões de euros) para limpar as dívidas para com a IATA. A transportadora também deve 302 milhões de dólares (265,6 milhões de euros) em salários e outros benefícios aos seus trabalhadores. Actualmente, paga-lhes apenas 40% dos seus vencimentos.

Segundo Eric Harid, a companhia aérea de bandeira do Zimbabwe tem uma frota de 10 aparelhos, incluindo três Boeing 737, de 160 lugares; dois Boeing 767 2RER, de 197 lugares; dois Airbus A320, de 156 lugares; e três velhos MA 60 chineses; mas apenas três destes aviões estão operacionais (um B737, um B767 e um MA 60). Os dois Airbus A320 deverão ser entregues em breve, depois de seis meses de manutenção (check C) na África do Sul. Apesar do mau estado das suas finanças, a companhia anunciou recentemente estar em negociações com a Bombardier para a aquisição de um número não especificado de turbo-prop Q-400.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica