Alitalia cancela mais de 350 voos devido a greve entretanto adiada

A Alitalia, companhia aérea italiana que passa por grandes dificuldades financeiras e que está submetida a um plano de recuperação com o apoio do governo desde meados de 2017, cancelou 358 voos, entre segunda e quarta-feira desta semana, por causa de um pré-aviso de greve de trabalhadores de transporte aéreo entretanto cancelado devido ao surto de Covid-19 (antes conhecido por coronavírus) no País, que já provocou mais de uma dezena de mortos.

“A decisão de não entrar em greve prevista para 25 de fevereiro, tomada menos de 24 horas antes do início, não permitiu à Alitalia recuperar a programação dos itinerários originalmente planeados”, justificou a empresa aérea nas redes sociais.

A Alitalia suspendeu 313 voos nacionais e internacionais na terça-feira, 25, Dia de Carnaval. As 45 rotas programadas para a tarde de 24 de fevereiro, todas nacionais, e as das primeiras horas de 26 de fevereiro, incluindo várias com destino ou partida para Paris, Seul, Tóquio, Genebra ou Londres, também foram afetadas.

Os principais sindicatos do país organizaram uma greve para terça-feira, entretanto adiada para 2 de abril, seguindo as recomendações das autoridades italianas para evitar concentrações devido ao surto epidémico, que afeta principalmente as regiões da Lombardia e Veneto.

A paralisação visa contestar a “grave situação de crise” vivida pelo setor de transporte aéreo na Itália, depois de a Alitalia ter entrado em processo de falência em maio de 2017 sem conseguir encontrar um comprador interessado.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica