Aterragens estiveram condicionadas no Aeroporto de Lisboa

O Serviço Nacional de Proteção Civil em Portugal lançou na tarde desta quinta-feira, dia 10 de setembro, pelas 17h00 locais, um alerta em que referia que as aterragens no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, estavam condicionadas “devido a um incêndio rural” que estava nesse momento em curso na serra de Frielas, em Loures, nos arredores da estrutura aeroportuária da capital portuguesa.

A situação ficou resolvida pelas 18h00. O período pior, segundo fontes aeroportuárias foi entre as 17h30 e as 18h00, tendo sido desviados 12 voos que estão a retomar viagem para Lisboa ao fim da tarde desta quinta-feira.

Para o Aeroporto de Faro, no Algarve, divergiram sete aeronaves, enquanto para o Aeroporto do Porto foram encaminhados cinco aviões.

A companhia espanhola Binter confirmou que um avião Embraer 195-E2 da empresa (voo NT6810), proveniente de Tenerife Norte, nas ilhas das Canárias, e que tinha como destino Lisboa, divergiu para o Porto, devido ao incêndio.

A situação começou a normalizar-se depois das 18h00 locais. Durante o período em que as aterragens estiveram suspensas, as descolagens prosseguiram de acordo com os horários estabelecidos.

 

  • Notícia atualizada às 19h15 de Portugal (18h15 UTC)

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica