Austrian Airlines recusa embarcar dinheiro dos bancos na Albânia

A Austrian Airlines comunicou ao governo albanês que não irá transportar mais dinheiro de Tirana, cidade capital da Albânia, para Viena de Áustria, dado o grande risco a que ficam expostos os seus passageiros e tripulantes.

Esta reação surge após um assalto violento junto de um avião da companhia no passado dia 9 de abril, no Aeroporto Internacional de Tirana/Madre Teresa, em que quatro assaltantes armados roubaram uma substancial quantia em notas de banco, não divulgada pela polícia, mas que é superior a 2,5 milhões de euros. A imprensa albanesa noticiou que poderá atingir os 10 milhões de euros.

Os assaltantes entraram no aeroporto por uma das entradas de acesso reservada a meios de socorro, nomeadamente viaturas dos bombeiros, com uma carrinha (van) disfarçada de viatura dos serviços da Alfândega e com dísticos de autorização de circulação falsos. Chegaram junto do avião quando uma viatura blindada de transporte de valores estava a descarregar as caixas de dinheiro para os porões da aeronave.

A polícia que tinha montado segurança ao embarque só teve tempo de reagir após o roubo e perseguiu os assaltantes. Um deles foi morto e ficou pelo caminho, mas a verdade é que a polícia não conseguiu seguir o rasto dos restantes três ladrões, nem recuperar o dinheiro roubado.

Não é a primeira vez que um roubo desta dimensão acontece no aeroporto da capital albanesa. A 30 de junho de 2016 roubaram uma carrinha de valores que levava dinheiro para um avião, no terminal aeroportuário, também com uma importância de vulto. Outros quatro assaltos semelhantes já aconteceram nos últimos quatro anos, se bem com o desaparecimento de importâncias mais baixas, quando veículos de transporte de valores seguiam para o aeroporto.

O dinheiro dos bancos estrangeiros que trabalham na Albânia tem de ser levado para outros países, nomeadamente para a Áustria, onde é depositado no Banco Central em Viena, já que o Banco Central da Albânia se recusa a receber essas grandes importâncias, devido precisamente ao ambiente de insegurança e, consequente risco, que se vive no país.

A Austrian Airlines disse que a maioria dos passageiros já tinha embarcado no Airbus A320 que fez o voo OS848 do dia 9 de abril, quando se deu o golpe. Ninguém ficou ferido no avião ou no aeroporto, mas a companhia indicou que a recorrência destes eventos criminosos a leva a pensar na segurança dos seus passageiros e tripulantes. Por tal razão, a partir de agora, recusa embarcar caixas de dinheiro para Viena.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica