Bem-vindo, !|Sair

Avião cargueiro do Consórcio MAIS liga Lisboa aos Açores

O consórcio MAIS (Madeira Air Integrated Solutions), que junta a companhia aérea espanhola Swiftair, a ALS Portugal e a empresa de madeirense de carga e logística ‘Loginsular’, iniciou nesta terça-feira, dia 4 de dezembro, voos entre os aeroportos de Lisboa e de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, na Região Autónoma dos Açores, para transporte de carga aérea.

Os voos estavam inicialmente previstos para terem início no passado mês de abril, tendo depois sido adiados para setembro, e só se iniciaram agora com o mesmo avião ATR 72-300F, que é utilizado desde há mais de uma ano na ligação Lisboa-Madeira (cinco vezes por semana), um serviço que conta com o patrocínio do Governo Regional desta região autónoma portuguesa. Por isso se encontra decorado com propaganda de produtos regionais madeirenses, que são exportados para o continente português.

Desde há vários meses (LINK notícia relacionada) que o consórcio MAIS mantinha negociações com o executivo regional dos Açores para disponibilizar um avião dedicado para serviço de transporte de carga aérea (sete toneladas de peso bruto com cerca de oitenta metros cúbicos de capacidade), que, neste caso, poderá ter mais sucesso nos embarques para o continente, sabendo-se que se trata de um mercado com grande potencial de crescimento, se tomarmos em conta a produção regional de lacticínios, pescado e frutas, todos produtos muito consumidos pela população portuguesa e que, devido a serem perecíveis, necessitam de transporte rápido.

Nesta terça-feira, em Ponta Delgada, o diretor regional dos Transportes dos Açores, Luís Filipe Melo, manifestou-se satisfeito com o início da operação privada de transporte aéreo de carga que agora liga a região e o continente português.

“É com grande satisfação que o Governo dos Açores encara esta operação do consórcio Mais”, afirmou o governante, sublinhando que esta “vem complementar a capacidade de transporte de carga aérea de e para a região”.

Para o diretor regional dos Transportes, citado em nota do executivo açoriano, esta operação “vai servir certamente a economia local e, ainda mais, com a extensão à ilha Terceira”, que acontece três vezes por semana, além das cinco ligações semanais entre o continente português e Ponta Delgada, explica a nota de imprensa do executivo.

O Governo dos Açores mantém o empenho no processo de revisão das Obrigações de Serviço Público (OSP) de carga aérea, uma matéria que depende da definição e aprovação do Governo da República.

Luís Filipe Melo frisou que “mantém-se a intenção de definir as OSP, porque, na perspetiva” do Governo Regional, “são estas que dão garantia de previsibilidade em termos de continuidade, regularidade, frequência e capacidade de serviço”, tendo acrescentado que são estas que “garantem os encaminhamentos de carga e, portanto, uma igualdade tarifária para todas as ilhas que compõem o arquipélago”.

 

  • Foto © Rui de Sousa/Madeira Spotters (www.planesandstuff.blogspot.com)

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica