Avião Gulfstream sai de pista em Belo Horizonte – Não há feridos

Um avião executivo Gulfstream G200, matrícula PR-AUR, saiu de pista na noite desta segunda-feira, dia 7 de setembro, no Aeroporto de Pampulha, na zona metropolitana de Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais, no Brasil. O aparelho sofreu vultuosos prejuízos materiais, mas nenhum dos três ocupantes ficou ferido com gravidade. Há apenas notícia de um dos passageiros que foi assistido numa clínica da cidade com leves escoriações.

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) que gere o aeroporto onde se deu o incidente, disse à rede televisiva ‘Globo’ que o avião tinha descolado pelas 18h09 locais e que retornou à pista pelas 18h26, devido a uma avaria detetada pelos pilotos. Quando aterrou não conseguiu parar e saiu do asfalto quase junto ao final de pista, tendo embatido numa instalação de ILS e ficado imobilizado junto de um torre de luzes de sinalização de cabeceira da pista. A aeronave sofreu avultados prejuízos, nomeadamente a quebra dos dois trens de aterragem. Verificou-se um princípio de incêndio num dos motores, que foi facilmente debelado pelos bombeiros de serviço no acompanhamento do pouso.

O CENIPA, departamento oficial da Aeronáutica que investiga acidentes e incidentes aéreos confirmou pelas 20h45 locais o incidente, e disse que não havia vítimas a lamentar. Nesta terça-feira iniciar-se-ão as vistorias e as inspeções necessárias para o apuramento dos factos e respectivo inquérito oficial. Ontem tínhamos publicado que o avião nem teria descolado, seguindo informações de um jornal de Minas Gerais. Na verdade essa versão estava incorrecta.

O avião, construído em 2006 pela Israel Aircraft, é propriedade da empresa ‘WRV Empreendimentos e Participações’, segundo revelou o jornal ‘O Estado de Minas’ de Belo Horizonte.

 

  • Notícia atualizada às 12h45 UTC (09h45 hora de Brasília) de terça-feira, dia 8 de setembro

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica