Azores Airlines contrata B737-800 à Euro Atlantic durante 45 dias

A Azores Airlines, companhia do Grupo SATA, vai recorrer ao aluguer de um avião Boeing 737-800 (nossa imagem de abertura) da companhia portuguesa Euro Atlantic Airways, para assegurar a realização de algumas das rotas domésticas do arquipélago dos Açores para o Continente Português, anunciou a empresa na segunda-feira, dia 11 de fevereiro.

O avião, com capacidade para 160 passageiros, irá estar ao serviço da companhia açoriana entre os dias 15 de fevereiro e 31 de março.

A principal razão da contratação deste avião, segundo a Azores Airlines, “prende-se com a necessidade de imobilização simultânea de duas aeronaves Airbus A320, que deverão ser sujeitas a trabalhos de manutenção periódica obrigatória”.

A companhia aérea explica que, “embora este período corresponda a operações de manutenção planeadas, o tempo de imobilização das duas aeronaves, será aproveitado para dar seguimento ao processo de formação de Pessoal Navegante Técnico, pilotos a afectar à terceira unidade Airbus A321, aeronave que integrará a frota da SATA Internacional – Azores Airlines, no decurso do mês de Abril”.

O Grupo SATA esclarece na nota distribuída que “não é espectável qualquer alteração no serviço prestado ao passageiro” e, mesmo assim, entendeu a transportadora aérea ser importante dar nota desta alteração aos parceiros comerciais, bem como aos órgãos de comunicação social”.

Esclarece a SATA Azores Airlines que, “não obstante a contratação pontual de serviços de ACMI (aluguer do avião com tripulação, manutenção e seguro incluídos no pacote) ser uma prática de gestão habitual, sobretudo em companhias aéreas de pequena dimensão que necessitam pontualmente de reforço na sua capacidade operacional, é esperada uma redução progressiva (porém, expressiva) do recurso a ACMI, já no decurso do Verão de 2019”.

No caso da Azores Airlines o aluguer de aeronaves de outras empresas é destinado “ao reforço operacional pontual que será necessário, em períodos já identificados, tendo em conta a fase de integração de novos equipamentos em que a transportadora se encontra, a malha de rotas que se propôs operar e atendendo à imperiosa necessidade de recuperar a regularidade e pontualidade, na globalidade do serviço de transporte aéreo a prestar”.

 

  • Foto © Afonso Nunes

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica