Azul realiza dois voos de carga da China para o Brasil com aviões A330-900neo

Um avião da AZUL Linhas Aéreas Brasileiras está a viajar para a República Popular da China, pela primeira vez na história da companhia, para embarcar 400 ventiladores (designados no Brasil por respiradores) e 1,6 milhão de testes rápidos para detecção do novo coronavírus. O Airbus A330-900neo, matrícula PR-ANY, levantou voo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no Estado de São Paulo, pelas 15h19 locais (18h19 UTC) e deverá fazer uma primeira escala no Aeroporto de Amesterdão/Schiphol, nos Países Baixos, na manhã desta sexta-feira, dia 22 de maio.

Os equipamentos vão ajudar o sistema público de saúde brasileiro no combate à pandemia de covid-19 que assola o País, já com um saldo de 291.579 infetados e 18.859 mortos (atualização do Ministério da Saúde às 19h30 locais de quinta-feira, dia 21). A aeronave modelo Airbus A330-900neo, a maior e mais moderna da frota da companhia, será responsável por cumprir as missões, que acontecerão em dois voos, confirmou a companhia.

O primeiro voo, com destino final a Pequim, capital da China, está em curso. A previsão é de que o retorno para o Brasil aconteça no dia 25 de maio, com partida ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

“Esta pandemia tem trazido alguns desafios importantes para o nosso segmento cargueiro. Pela primeira vez em nossa história, vamos à China para trazer uma carga essencial que pode ajudar a salvar a vida de tantas pessoas que estão sendo acometidas com essa doença. Estamos muito orgulhos de planejar e executar essa operação, trazendo esses equipamentos tão vitais para o nosso país”, afirma Izabel Reis, diretora da Azul Cargo Express, departamento da companhia responsável por esta complexa operação logística.

Além de Pequim, será feito um segundo voo para o aeroporto de Qingdao, que serve como principal acesso à cidade de Guangzhou, também na China, será realizado pela Azul ainda nesta semana. O avião brasileiro irá levar para o Brasil um milhão e 600 mil testes rápidos.

Desde quando a pandemia se intensificou no Brasil, a Azul Cargo Express tem utilizado as duas aeronaves Boeing 737 400F, de transporte exclusivo de carga, e os porões dos aviões de passageiros para ampliar a sua capacidade de oferta. Em abril, a companhia realizou dois voos internacionais para os Estados Unidos, com aviões de passageiros, transportando somente carga e, desde a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), vem utilizando estes aviões para o transporte exclusivo de cargas, utilizando também os espaços das cabinas de passageiros.

 

  • Foto © Pedro Viana

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica