Bem-vindo, !|Sair

B-52 dos EUA arde na ilha de Guam – Tripulantes salvos

Um bombardeiro B-52 da Força Aérea dos Estados Unidos caiu nesta quinta-feira, dia 19 de maio, segundos após a decolagem da base da aviação norte-americana de Andersen, na ilha de Guam, no Pacífico Ocidental. O avião foi imediatamente pasto de chamas, ficando totalmente calcinado. Os sete tripulantes conseguiram sair a salvo do aparelho.

O acidente ocorreu pelas 08h30 da manhã locais. O site de notícias ‘Kuam News’, divulgou diversas imagens imagens de uma densa nuvem de fumo negro proveniente do incêndio ocorrido na base aérea.

Guam, que pertence aos Estados Unidos como território não incorporado, conta com ampla presença de militares americanos, já que é considerado um local de grande importância estratégica para o controle do Oceano Pacífico.

As autoridades abriram uma investigação para descobrir as causas do acidente, que segundo o site do jornal local ‘Pacific Daily News’, poderia se tratar de uma falha mecânica em uma das asas da aeronave.

Este é o segundo acidente em Guam envolvendo um B-52 em oito anos. Em julho de 2008, outro bombardeiro caiu no mar, 56 quilómetros ao noroeste da ilha, o que resultou na morte de seis militares.

O B-52 Stratofortress é um bombardeiro estratégico sub-sónico de longo raio de ação, equipado com oito motores a jato, montados aos pares nas asas, com quatro de cada lado. Fabricado pela Boeing é um dos mais antigos e poderosos aviões da frota militar dos Estados Unidos da América, com campanhas em diversas partes do mundo, desde as suas primeiras intervenções, há mais de 50 anos. Ao longo das últimas décadas o B-52 passou por diversas modernizações sobretudo ao nível dos seus equipamentos de navegação e de guerra, e até dos motores.

 

  • Foto: Twitter/Kuam News

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica