Bem-vindo, !|Sair

B737-700 da TAAG que sofreu incidente no Luena aguarda vistoria da Boeing

O Boeing 737-700 das Linhas Aéreas de Angola (TAAG) que na passada quinta-feira, dia 15 de Janeiro, enterrou o trem dianteiro num buraco na do Aeroporto do Luena, no Moxico, aguarda por uma vistoria minuciosa de peritos da Boeing para voltar a operar, disse o chefe da escala da companhia, Genipro Narciso.

Em declarações neste domingo à agência noticiosa angolana Angop, o responsável explicou que o incidente ocorreu na cabeceira da pista, quando a aeronave, Boeing 737-700, com a matrícula D2- TBJ, baptizada com o nome de “Luena”, preparava a descolagem para Luanda. (LINK nossa notícia sobre o incidente)

O chefe da escala explicou que por descuido, a tripulação avançou à área de segurança, ultrapassando a balizagem, onde se localizam as caixas com cabos e o trem da frente pousou numa tampa da caixa.

Esta caixa ao ceder, provocou que o avião se entalasse, no entanto, sem provocar danos consideráveis, acrescentou Genipro Narciso.

Com a vinda dos técnicos da companhia aérea (TAAG) no Luena, a aeronave que transportava a bordo 87 passageiros foi desencravada e estacionada na placa do aeroporto local, aguardando a chegada de peritos da Boeing, para uma avaliação mais cautelosa e posterior autorização de realizar voos, referiu.

 

  • A imagem que publicamos é da autoria de David Dias (Angop) e mostra o avião na placa de estacionamento do Luena a aguardar a inspecção dos técnicos da Boeing

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica