B737-800 da Ukraine International cai em Teerão – 176 mortos

Um Boeing 737-800 da companhia Ukraine International Airlines, da Ucrânia, caiu na manhã desta quarta-feira, dia 8 de janeiro, após a descolagem do Aeroporto Internacional de Teerão, capital da República Islâmica do Irão. Não há sobreviventes entre os 176 ocupantes da aeronave. A bordo viajavam 167 passageiros e nove tripulantes.

O avião, matrícula UR-PSR, tinha descolado pelas 06h41 locais (02h41 UTC) com destino ao Aeroporto Internacional de Boryspil, o mais importante da Ucrânia, que serve a capital do país (voo PS752).

Avião semelhante ao que se despenhou na manhã desta quarta-feira, dia 8 de janeiro, em Teerão.

As primeiras informações disponibilizadas por fontes aeroportuárias indicam que o a aeronave caiu três minutos depois de levantar voo, na consequência de problemas mecânicos. Contudo, alguns jornais árabes, na suas edições online, referem fontes militares iranianas que asseguram que o acidente resultou de fogo cruzado nos céus de Teerão, durante o bombardeamento de posições norte-americanas no Iraque.

O desastre aconteceu poucas horas após o lançamento de dezenas de mísseis iranianos contra duas bases militares em Ain Assad e Arbil, no norte do Iraque, utilizadas pelas Forças Armadas dos EUA e pelas forças de coligação estacionadas em território iraquiano, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

O Governo da Ucrânia informou que a bordo do avião acidentado seguiam 83 iranianos, 63 canadianos, 10 suecos, quatro afegãos, três alemães e três britânicos. A informação foi avançada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Vadym Prystaiko, na rede social Twitter. Apenas dois passageiros e os nove elementos da tripulação da Ukraine International Airlines eram de nacionalidade ucraniana, indicou.

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, apelou para que se evitem especulações sobre a queda do avião. “Peço a todos que se abstenham de especulações e versões não verificadas do desastre”, escreveu Zelensky na rede social Facebook.

As agências internacionais revelaram, pelas 10h00 UTC desta quarta-feira, que a autoridade nacional de aviação do Irão confirmou que foram recolhidas as duas caixas negras do avião sinistrado, que estão sob guarda das autoridades nacionais e que serão entregues à comissão de inquérito que investigará o acidente.

 

 

  • Notícia em desenvolvimento – atualizada às 10h45 UTC

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica