Bem-vindo, !|Sair

Binter quer voar para os Açores e assumir rede de ligações inter-ilhas em Cabo Verde

A Binter, companhia de voos regionais que já opera do arquipélago espanhol das Canárias para as ilhas de Cabo Verde e da Madeira e para a cidade de Lisboa, no espaço dos países de expressão oficial portuguesa, pretende voar no próximo Verão de 2015 para os Açores e está a estruturar-se para assumir-se como transportadora entre as ilhas do arquipélago-Estado de Cabo Verde. A notícia configura a perspectiva de algumas mudanças na rede aérea nesta zona do Atlântico.

Quanto aos Açores sabe-se que a companhia solicitou ‘slots’ para duas frequências semanais entre as ilhas de Grã Canária e a de São Miguel, tal como acontece desde há vários anos entre as Canárias e a Madeira. A Binter Canarias não confirmou ainda a operação, que a concretizar-se poderá fazer a SATA mudar de planos no próximo Verão, já que nos últimos anos tem oferecido uma operação entre São Miguel e Grã Canária, mas com escala na ilha da Madeira.

Quanto à operação mais intensa nas ilhas de Cabo Verde, parece estar a confirmar-se uma notícia que desde há alguns meses vinha a ser propagada no arquipélago africano e que irá contribuir para a liquidação da rede doméstica da companhia nacional, a TACV. Uma questão que não passará despercebida àqueles que defendem a continuidade da companhia e que acusam o governo cabo-verdiano de não ter uma política consistente e um projecto devidamente estruturado que mantenha a continuidade da companhia nacional.

A notícia foi hoje divulgada pelo site noticioso ‘Ocean Press’ e aponta que a Binter está a preparar uma operação na rede interna de aeroportos de Cabo Verde, em cujas ilhas irá posicionar duas a três aeronaves.

A seguir reproduzimos o texto da responsabilidade do referido site informativo da República de Cabo Verde, cujo conteúdo não foi desmentido ou comentado até ao fim da tarde de hoje, dia 20 de Novembro, pelos responsáveis cabo-verdianos:

 

«A garantia foi dada, em primeira mão ao ‘Ocean Press’, pelo director e coordenador geral do Grupo Binter, Juan Ramsden Iraurgui, na abertura da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) que ontem, dia 19 de Novembro, foi inaugurada na Cidade da Praia, ilha de Santiago.

Segundo este responsável o processo de concessão da licença já está quase concluído tendo já conseguido entregar 80% da documentação.

“Falta ainda alguns detalhes para acertar e o mais importante, que é começar a contratar o pessoal. Creio que para o ano que vem, tudo vai estar operacional”, garantiu.

Juan Ramsden Iraurgui afirma que o governo de Cabo Verde está a colaborar bem no despacho dos processos e não tem havido nenhum empecilho para impedir a viabilidade do projecto. 

Com a entrada no mercado interno de Cabo Verde a Binter não garante que o preço dos bilhetes de passagens entre as ilhas venha a baixar.

O director, garante apenas, que pretendem prestar um serviço de qualidade, regular e com maior frequência para ganhar maior número de passageiros, com no mínimo dois ou três aviões para ligar as ilhas de Sotavento a Barlavento. 

A companhia Binter já conta com 25 anos no mercado de transporte aéreo internacional e atualmente oferece ligações aos 8 aeroportos das ilhas Canárias com uma frequência diária de 150 voos inter-ilhas.

Oferece igualmente voos internacionais a partir das Canárias a 11 cidades do Mundo e a partir da península, via o aeroporto de Madrid, a mais 5 países incluindo Cabo Verde com voos às terças e sextas-feiras.»

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica