Bem-vindo, !|Sair

Boeing 767-300ER da EuroAtlantic continua avariado no Aeroporto de Natal

Contrariamente ao que tinham garantido no aeroporto da capital do Rio Grande do Norte, o avião da companhia portuguesa EuroAtlantic Airways que está a fazer um voo da TAP Lisboa-Natal-Lisboa continua retido no Aeroporto Internacional de Natal/Governador Aluízio Alves, devido a não ter sido ainda substituído o vidro do cockpit que apresenta uma racha e que, por isso, impede a aeronave de seguir viagem de regresso à capital portuguesa, o que já deveria ter acontecido na madrugada de sábado para domingo passados.

Segundo informação do Gabinete de Comunicação e Relações Públicas da TAP, a informação disponível é de que o vidro para substituição só estará a viajar hoje para o Natal, assim como os mecânicos que irão proceder ao trabalho.

Foi um problema logístico agravado pelo facto de ser fim-de-semana e de não ter havido a possibilidade do vidro sobressalente, que foi adquirido a um distribuidor de peças de avião, no Reino Unido, ter conseguido chegar Nordeste Brasileiro mais cedo.

No Aeroporto de Natal estão 223 passageiros que aguardam embarque para Lisboa, muitos dos quais para seguirem ainda para outros destinos na Europa. Na melhor das hipóteses o avião só deverá retomar viagem na madrugada de segunda para terça-feira e regressar a Lisboa já durante o dia de terça-feira, dia 09 de Setembro.

Contudo, são ainda hipóteses, porque certezas só poderão existir depois de mudado o vidro avariado. O erro foi o Aeroporto de Natal, possivelmente por indicação da companhia que opera o voo, ter apontado uma hora prevista de partida, quando nem sequer a peça de substituição estava no Brasil. Do facto protestam os passageiros, muitos dos quais têm feito chegar mensagens ao NewsAvia sobre a maneira leviana como a questão está a ser tratada nos serviços de assistência aeroportuária, com respostas evasivas e incertas desde a noite de sábado, quando se sabe que o problema está identificado e ainda não solucionado. Enquanto não estiver feita a reparação não há avião para regressar. Isso é o facto. Portanto “marcar hora de partida sem ter a peça junto do avião para iniciar o trabalho é uma atitude indesculpável”, contestam os clientes da TAP que aguardam a reparação do avião da EuroAtlantic Airways contratado para este voo.

O Boeing 767-300ER, registo CS-TRW, descolou do Aeroporto Internacional de Lisboa na madrugada de domingo, com destino a Natal, no Estado do Rio Grande do Norte. O voo TP003 saiu às 00h55, já com muito atraso em relação à hora de horário que era 15h10 do dia anterior, sábado, dia 6 de Setembro. A aterragem no destino, em São Gonçalo do Amarante, verificou-se às 03h50 (hora local) dessa madrugada. No Brasil são menos quatro horas de diferença em relação a Portugal.

 

3 Comments

  1. Aquando da substituição, o vidro novo deverá levar vedante que necessita de cerca de 24h de maturação.

  2. O referido avião estava retido para manutenção em Lisboa. Com a pressão dos passageiros por uma posição da TAP, o vôo foi liberado. Será que não tinha condições de vôo? E foi liberado assim mesmo? Qual a manutenção que o avião estava sendo submetido em Lisboa que atrasou tanto a partida e criou indignação dos passageiros?

  3. Nada disso, a TAP é que por algum motivo não conseguiu ter um avião próprio para o voo e teve que fretar um avião em cima da hora que não estava sequer em Lisboa à hora do voo original.

    O vidro apenas rachou na chegada ao Brasil, provavelmente um birdstrike (situação comum).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica