Bem-vindo, !|Sair

Comandante Júlio Pegado fez último voo comercial ao serviço da White – com galeria

O comandante de linha aérea Júlio Pegado fez no passado domingo, dia 29 de Junho, o seu último voo comercial aos comandos de uma aeronave Airbus A320 da companhia portuguesa White Airways.

Foi o final feliz de uma carreira de 45 anos nos aviões num total de cerca de 20.000 horas de voo.

O comandante Júlio Pegado começou na Força Aérea Portuguesa em 1969, tendo ficado colocado em Aveiro, na Base São Jacinto, onde fez o curso de piloto-aviador nos velhinhos Chipmunk e T6, dois aviões que equipavam a aviação militar portuguesa nesse tempo. Seguiu depois para África, onde esteve destacado em comissão de serviço, tendo pilotado os aviões T6 e DO27, entre 1970 e 1972.

Depois de sair da Força Aérea, e já como piloto civil, Júlio Pegado fez aviação agrícola na Tunísia e em Portugal até 1989, altura em que foi admitido na LAR – Linhas Aéreas Regionais, uma companhia que unia os três principais aeroportos portugueses e os da Região Autónoma da Madeira entre si (linha interinsular Madeira-Porto Santo). Na LAR voou o Dornier 228, o Avro, o ATP e o Ba146, este um jacto quadrirreactor, já na última fase da companhia.

Depois do encerramento da LAR, Júlio Pegado foi para o Reino Unido, onde continuou a voar os ATP na EuroDirect durante cerca de um ano. De regresso a Portugal passou pela SATA, tendo feito um Verão nos Açores a voar no ATP.

Em 1995 o comandante Júlio Pegado ingressou na Air Macau passando a voar os A320 e A321 até  2001 altura em que regressou a Portugal, onde continuou a pilotar os A320, mas agora na Air Luxor, companhia na qual tripulou ainda o ‘widebody’ Airbus A330.

Com a queda da Air Luxor mudou-se para Espanha, onde entrou na jovem Air Madrid voando o A319 e o A330. Ainda em Espanha vê-se obrigado a ir para a Click Air, devido ao encerramento da Air Madrid.

Júlio Pegado passou os últimos anos da sua carreira profissional no cockpit dos aviões de matrícula portuguesa da White Airways, ao comando dos A320.

Foi num desses aviões, o CS-TRO, que o comandante Júlio Pegado terminou a sua carreira. Com sucesso e uma homenagem singela do Aeroporto de Lisboa que enviou uma hospedeira a bordo da aeronave presenteá-lo com flores e registar o momento para a posteridade. Diversos amigos ‘spotters’ responderam à chamada e fotografaram os momentos finais da aterragem do A320 da White no qual voou Lisboa-Palma de Maiorca e regresso à capital portuguesa (voo WI3126), onde aterrou às 12h05 do domingo, dia 29 de Junho de 2014.

Assim terminou a sua carreira o comandante de linha aérea Júlio Pegado. Por força dos anos, e da lei que obriga ao descanso, para dar lugar aos mais novos e às novas gerações.

Um piloto “não se aposenta”. Retira-se para, sempre que necessário, ensinar os mais novos, numa actividade em que, todos os dias se aprende, e em que o capital da prática e dos anos de serviço são extremamente importantes.

 

 

  • No ‘slide show’ que publicamos apresentamos diferentes imagens do último voo do comandante Júlio Pegado. Uma homenagem que lhe fazem os ‘spotters’ e entusiastas da aviação em Palma de Maiorca (Pedro de La Cruz) e em Portugal, sobretudo os de Lisboa (António Leitão e Leandro Fernandes).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica