Companhia árabe troca encomenda de aviões Boeing 737 MAX por A320neo

A companhia aérea de baixo custo Flyadeal, subsidiária da SAUDIA – Saudi Arabian Airlines, da Arábia Saudita, anunciou neste domingo, 7 de julho, a desistência de uma encomenda de 30 aviões Boeing 737 MAX, com mais 20 opções para o mesmo modelo de aeronave, que estava a ser negociada desde dezembro do ano passado e que tinha sido assinada no último Salão Aeronáutico de Paris, no mês passado.

A Flyadeal passará a voar apenas com aparelhos Airbus, tendo anunciado que já fez uma encomenda firme à construtora aeronáutica europeia de 30 aviões A320neo, que serão recebidos na Arábia Saudita até ao final de 2021.

A desistência da companhia saudita é o segundo grande rombo neste ano na lista de encomendas da Boeing. O primeiro aconteceu há poucos meses com a falência da companhia indiana Jet Airways, que tinha encomendado 216 aviões B737 MAX, dos quais 141 MAX 8 e 75 MAX 9, um negócio que a preços de catálogo poderia chegar aos 23,6 mil milhões de dólares. Contudo, como acontece em todas as negociações de grandes volumes de aeronaves, a fábrica norte-americana deveria ter concedido algum desconto.

Em março passado, quando as autoridades reguladoras nacionais da aviação proibiram os voos dos B737 MAX em todo o mundo, a Jet Airways já tinha recebido cinco aviões que ficaram estacionados e que agora, face ao processo de falência em curso, deverão ter voltado à posse das empresas de leasing ou estão às ordens da comissão liquidatária nomeada pelo Tribunal, caso sejam propriedade da companhia aérea indiana, que está inoperacional.

A Jet Airways era o terceiro maior cliente da Boeing na gama MAX. O primeiro é a Southwest Airlines com 249 unidades, seguida pela FlyDubai (Grupo Emirates). Depois, em quarto lugar, vem a vietnamita Vietjet Air com 200 encomendas e, em quinto, a indonésia Lion Air com 187.

A desistência da Flyadeal, a primeira que se conhece na sequência dos acidentes verificados com aviões B737 MAX na Indonésia e na Etiópia, significa uma quebra de receitas para a Boeing na ordem dos 5,9 mil milhões de dólares (5,3 mil milhões de euros).

 

  • A imagem de abertura foi obtida no dia 23 de agosto de 2017, em Hamburgo (Alemanha), na cerimónia de entrega dos primeiros dois A320ceo, de uma encomenda de oito unidades novas, que estão ao serviço da Flyadeal.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica