Bem-vindo, !|Sair

Companhia cipriota Cobalt Air abre falência e deixa milhares em terra

A companhia cipriota Cobalt Air abriu falência e deixou de voar às 23h50 locais desta quarta-feira, dia 17 de outubro, anunciou a própria empresa num aviso que está publicado na abertura do site (www.cobalt.aero) dirigido a todos os seus passageiros.

A Cobalt foi criada em 2016 (fez o primeiro voo comercial a 1 de junho desse ano), na ilha de Chipre, como resposta à falência da Cyprus Airways, que esteve para ser adquirida pela Ryanair, um projeto que falhou, e acabou por encerrar por falta de investidores capazes de salvar a empresa. A Cyprus Airways encerrou a 9 de janeiro de 2015, e era uma companhia de capitais públicos, tendo o governo de Chipre colocado a empresa à venda, face ao elevadíssimo défice de exploração. Apareceram diversas companhias internacionais interessadas, entre elas a mais mediática foi a empresa de Michael O’Leary que chegou a reunir-se com responsáveis governamentais em Nicósia (LINK notícia relacionada), mas sem sucesso.

A Cobalt foi fundada por investidores australianos, mas nos últimos meses já com os negócios a correrem bastante mal, chegou a haver conversações com investidores chineses, que não solucionaram a entrada de capital.

A companhia cipriota tinha na sua frota seis aviões Airbus – dois A319 e quatro A320 – e uma rede com diversas rotas à partida do Aeroporto Internacional de Larnaca para aeroportos da Europa e do Médio Oriente. O último voo feito pela Cobalt foi o CO327 entre o Aeroporto de Londres/Heathrow e Larnaca (Chipre).

Milhares de passageiros encontram-se, a partir de agora, bloqueados em Chipre e em diversas cidades europeias, sem poderem utilizar os títulos de transporte que adquiriram e já pagaram. Na última semana de setembro a companhia tinha feito uma campanha para venda de 15.000 lugares como campanha de final de Verão, a preços bastante convidativos. Tinha abeto recentemente uma nova rota para Genebra (Suíça) e estava a anunciar para o início do próximo ano um novo voo para Copenhaga (Dinamarca). No aviso que a Cobalt colocou no seu site, é solicitado aos clientes com bilhetes comprados que contactem as suas agências de viagens ou os bancos emissores dos cartões com os quais pagaram as viagens.

A falência da Cobalt Air deixa no desemprego cerca de 350 pessoas.

 

  • Foto de entrada © Steve Smith

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica