Bem-vindo, !|Sair

Companhias brasileiras transportaram 8,8 milhões de passageiros no mês da Copa

As quatro maiores companhias aéreas do Brasil transportaram 8,847 milhões de passageiros durante o período da Copa do Mundo em 77.200 voos. O movimento de 12 de Junho a 13 de Julho levou a uma média de ocupação (‘load factor’) dos voos de 80%. As informações foram divulgadas na quarta-feira, dia 17 de Julho, pelo presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz, em teleconferência.

De acordo com a ABEAR, a pontualidade dos voos com tolerância de até 15 minutos chegou a 90,1%. Se a margem de tolerância for ampliada para 30 minutos, o indicador de pontualidade chega a 92%, informou a associação. Os principais problemas mencionados pelo sector se limitaram ao encerramento por problemas meteorológicos dos aeroportos do Rio de Janeiro, seguido por Porto Alegre e Curitiba.

Neste período do mundial a malha aérea foi ampliada em 31,2% em relação ao período regular. Ainda segundo a ABEAR, o tráfego entre as cidades-sede equivale a 77% do total de operações realizadas no País. A associação informou também que neste período do evento o sector contratou dois mil funcionários, entre efectivos e temporários.

O presidente da ABEAR disse ainda que a esperada queda na movimentação de passageiros durante a Copa foi menor que a esperada pelas companhias por conta do número de clientes estrangeiros que superou as expectativas. Segundo Sanovicz, o recuo deverá ficar perto dos 8%. “A queda de 11% a 15% que o sector esperava acabou não se verificando”, disse ele. O número preciso, no entanto, só será obtido em Agosto, quando a ABEAR compilar os dados das companhias dos meses de Junho e Julho.

O sector previa uma diminuição de até 15% no número de passageiros por conta do arrefecimento das viagens corporativas durante a Copa, que não seria totalmente compensada pelo volume turístico. A respeito do número de estrangeiros que o País receberia no evento, a projecção do governo antes do Mundial de Futebol estava em 600 mil, mas o balanço do Ministério do Turismo divulgado na segunda-feira, dia 14 de Julho, apontou cerca de um milhão. “Esse pessoal majoritariamente viajou de avião”, afirmou o presidente da ABEAR.

Sanovicz avaliou como positiva a operação da malha aérea durante o período da Copa. Exaltou o planeamento realizado antecipadamente para que as companhias atendessem as torcidas e a cooperação entre as companhias e órgãos do setor na tomada das decisões na operação durante o mundial. “O planeamento e a cooperação com os órgãos públicos se mostrou um sucesso”, disse.

De acordo com o presidente da ABEAR, alguns procedimentos montados para a operação da Copa poderão se tornar praxe na gestão do tráfego aéreo regular. “Procedimentos que facilitaram as decisões técnicas se mantidos vão gerar impactos positivos na operação regular, tanto para passageiros quanto para as companhias aéreas”, afirmou Sanovicz.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica