Concessão dos aeroportos de Cabo Verde pode acontecer “ainda este ano”

Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro da República de Cabo Verde, confirmou na semana passada que a concessão dos aeroportos nacionais, mediante a “escolha de parceiro estratégico”, “pode acontecer ainda este ano”.

“Uma das vantagens da concessão e da escolha de um bom parceiro é aumentar o fluxo de passageiros”, com aumento possível do número de voos, estima o chefe do executivo.

Para o chefe do Governo cabo-verdiano, que falava na quinta-feira, dia 21 de fevereiro, à imprensa, no final de uma visita ao Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na Cidade da Praia, ilha de Santiago, disse que a FIR-Oceânica “continuará a ser gerida por uma entidade pública”, enquanto a gestão dos aeroportos “será concessionada”.

A concessão das infra-estruturas aeroportuárias acontecerá depois da elaboração do quadro legislativo “que está a ser trabalhado” e partir daí será “fechado um bom parceiro estratégico”.

Questionado sobre se a escolha do tal parceiro estratégico passará por concurso público, Ulisses Correia e Silva afirmou que isto “será definido na lei”.

O primeiro-ministro fez uma uma visita ao Aeroporto da Cidade da Praia, na ilha de Santiago, e disse ter ficado “agradavelmente surpreendido”.

“Estas obras colocam o aeroporto da Praia como um aeroporto moderno e com maior nível de eficiência e segurança e com capacidade de expansão futura, em termos de serviços e de números de voos”, afirmou.

 

  • Publicado pelo jornal ‘Expresso das Ilhas’

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica