Condor retoma voos de férias – Madeira figura nos destinos prioritários

A companhia aérea alemã Condor vai retomar no próximo dia 18 de dezembro os voos de Frankfurt para dois populares destinos de férias de longo curso: República Dominicana, no Mar das Caraíbas, e Ilhas Maldivas, no Oceano Índico.

Em direção às Caraíbas os novos aeroportos serão Punta Cana (três vezes por semana) e Puerto Plata (um voo semanal). Para as Maldivas serão dois voos semanais. A Condor já está a voar para Varadero, em Cuba, três vezes por semana.

A transportadora aérea alemã, que se dedica especialmente ao transporte de passageiros que adquirem os seus pacotes de viagens através de operadores turísticos ou nas agências de viagens, tem ainda um departamento de vendas diretas, através do seu sítio na Internet. Os interessados poderão marcar as suas viagens sem necessidade de adquirirem pacotes de férias, com alojamento incluído.

A Condor anunciou também nesta sexta-feira, dia 27 de novembro, que em dezembro irá reforçar os seus voos para os principais destinos europeus de férias de Inverno, nomeadamente para as ilhas Canárias (Lanzarote, Fuerteventura, Grã Canária, La Palma e Tenerife) e para a ilha da Madeira, em Portugal, com saídas programadas das cidades alemães de Frankfurt, Dusseldorf, Hamburgo e Munique.

Na nota de imprensa distribuída na sexta-feira, a Condor recorda que a bordo de todos os voos da companhia, é obrigatória a proteção com máscara para os passageiros e tripulantes de cabina. Além disso, o serviço e também os processos de embarque e desembarque são adaptados de acordo com os regulamentos. Aos passageiros é recomendado o procedimento de check-in online.

 

A Condor esteva integrada até setembro do ano passado na Thomas Cook Airlines, companhia aérea com diversas filiais em países europeus. Desde a queda do grupo, cuja bancarrota abalou os mercados turísticos e das viagens de férias em todo o mundo, a unidade alemã da companhia manteve a sua operação graças ao apoio do Governo da Alemanha, que facilitou a obtenção de um empréstimo do Estado no valor de 550 milhões de euros, suficiente para manter a empresa em atividade e continuar a operar mesmo durante o período em que se verificou menor tráfego devido ao confinamento imposto pela pandemia de covid-19.

A atual administração da companhia continua à procura de novos investidores que possam adquirir a empresa e consolidar a sua dívida e reestruturar a empresa para o futuro, duma forma particular para a retoma que se aguarda seja acelerada após o início da vacinação anti-covid.

A Condor tem atualmente 4.200 empregados e já anunciou que, embora tenha estado a trabalhar a uma percentagem de cerca de 15% da sua capacidade, não pretende dispensar pessoal até ao final do próximo ano.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica