Consolidação aérea em Espanha: Iberia adquire Air Europa por mil milhões de euros

O grupo de aviação comercial IAG, proprietário das companhias British Airways, Iberia, Aer Lingus, Iberia Express e Vueling, anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de novembro, que chegou a acordo com o Grupo Globalia para a compra de 100% do capital da companhia aérea espanhola Air Europa, através da Iberia, uma operação avaliada em cerca de 1.000 milhões de euros (um bilhão de euros na terminologia brasileira), importância que será paga em dinheiro no final do processo de compra. Um acordo que surpreendeu os mercados e que estava a ser negociado em segredo desde há algum tempo entre a família Hidalgo, proprietária do Grupo Globalia (com interesses importantes nos setores das viagens e da hotelaria) e a Iberia, com o natural apoio do Grupo IAG.

Este acordo permite à Air Europa ingressar num grupo sólido de companhias aéreas que aumentaram e melhoraram o seu desempenho no Grupo IAG e beneficiaram de todas as oportunidades que o grupo lhes oferece, das quais a Air Europa também beneficiará, mantendo a sua marca, revela um comunicado oficial subscrito pelas partes interessadas

Essa operação ajudará a tornar Madrid um centro mais eficiente, capaz de competir melhor e com melhores ferramentas com os principais centros da Europa. Além de contribuir para a rede de rotas entre a Europa e a América Latina, permitirá mais conectividade e massa crítica para abrir novas rotas e crescer em outros mercados onde não está presente ou sua presença é muito pequena e oferece melhores serviços aos clientes.

A operação de compra está prevista para ser concluída no segundo semestre de 2020, depois de receber todas as aprovações necessárias das autoridades competentes, nacionais e europeias.

Enquanto isso, as companhias aéreas Air Europa e IAG continuarão competindo como antes. Para Willie Walsh, presidente executivo do Grupo IAG, “a aquisição da Air Europa significa adicionar uma nova companhia aérea competitiva e lucrativa à IAG, tornando Madrid um importante centro europeu e permitindo que a IAG alcance a liderança do Atlântico Sul, gerando um valor adicional para nossos acionistas”.

“O IAG possui um sólido histórico de aquisições bem-sucedidas, a mais recente com a aquisição da Aer Lingus em 2015, e estamos convencidos de que a Air Europa representa um ótimo ajuste estratégico para o grupo”, acrescentou o líder do grupo.

Javier Hidalgo, presidente executivo da Globalia, considera que “a incorporação da Air Europa no Grupo IAG significa um fortalecimento do presente e do futuro da empresa, que manterá a linha seguida pela Air Europa nos últimos anos”. “Estamos convencidos de que será um sucesso para a Air Europa ingressar num grupo como o IAG, que demonstrou durante todos esses anos o seu compromisso com o desenvolvimento das companhias aéreas que as compõem e com o hub de Madrid”.

A combinação das empresas espanholas Iberia e Air Europa criará a quinta maior companhia aérea da Europa em número de aeronaves de longo curso com 63 aparelhos, logo atrás da KLM-Air France com 65.

Esta operação é também muito importante na medida em que está alinhada com o investimento de 1.571 milhões de euros anunciado pelo Governo da Espanha através da AENA, empresa concessionária dos aeroportos nacionais, para o desenvolvimento e crescimento do Aeroporto Adolfo Suárez Madrid/Barajas, com pretensões a tornar-se a porta de entrada preferencial entre a Ásia e a América Latina e entre a Europa e a África.

A Air Europa, que em 2018 transportou cerca de 11,8 milhões de passageiros, voa para cerca de 70 destinos em todo o mundo, com grande presença nos aeroportos europeus e na América Latina. Voa para Portugal (Lisboa e Porto) e para o Brasil, nomeadamente São Paulo e Salvador. Abrirá no dia 20 de dezembro uma nova rota entre Madrid e Fortaleza (Estado do Ceará), no Nordeste Brasileiro, com duas frequências semanais.

 

  • Notícia em desenvolvimento

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica