Definida a localização do futuro Aeroporto Internacional de Santo Antão

O futuro aeroporto internacional de Santo Antão (na ilha do mesmo nome da República de Cabo Verde) deverá ficar localizado em Ponta do Morro Preto, nas imediações de Casa do Meio, em Porto Novo. A conclusão consta do estudo preliminar de localização da infraestrutura na ilha das montanhas, cujos resultados foram apresentados nesta sexta-feira, dia 5 de março, no município portonovense.

De acordo com informações do estudo preliminar de viabilidade de 2017, enviadas nesta sexta-feira, dia 5 de março, à imprensa, a zona reúne as melhores condições, uma vez que, do ponto de vista da implantação do aeroporto, implica menos obras e, portanto, um menor impacto ambiental, apresenta menos obstáculos orográficos e dispõe de melhor acessibilidade. Para além disso, segundo a mesma fonte, o investimento a realizar, nesta localização, também seria menor.

O mesmo documento refere que também os dados meteorológicos recolhidos nos últimos quatro anos, na estação de Casa do Meio, para definição da orientação e comprimento da pista da futura infraestrutura, são consistentes e representativos.

“A partir dos dados meteorológicos reais, referentes à intensidade e direção do vento, o estudo define a orientação preferencial da pista. Apesar dos desafios e das dificuldades construtivas e operativas, a construção de um aeroporto em Ponta do Morro Preto, na localidade da Casa do Meio é viável”, lê-se.

Segundo o mesmo estudo, considerando a utilização de modelos de aeronaves mais eficientes (Embraer 190, Airbus 320neo e Boeing 737 MAX), a futura pista deverá ter um comprimento de 2.000 metros, para aeronaves de médio porte, viabilizando dessa forma as operações internacionais.

O estudo de viabilidade refere, contudo, que a localização e orientação da pista, tanto na zona escolhida, como em qualquer outro lugar na ilha, implica muitas dificuldades, devido à sua orografia montanhosa, com a presença de obstáculos significativos para operações com aeronaves.

A apresentação dos resultados preliminares do estudo de localização do futuro aeroporto de Santo Antão contou com a presença do primeiro-ministro. Ulisses Correia e Silva constata que há viabilidade técnica, e considera que o investimento faz sentido.

“Entendemos, e está cada vez mais claro, de que se trata de um investimento que se justifica. Alavanca o turismo de Santo Antão, um turismo que queremos que não perca as suas características. E essa dimensão vai ser permitida, sem descaracterizar aquilo que é a essência do turismo de Santo Antão, com possibilidade de desencravar pelo ar e com possibilidade de termos voos diretos e vender Santo Antão lá fora como um destino turístico”, aponta.

Em última instância, o chefe do Governo diz que o que se quer é criar mais emprego, dinamismo económico, para que a ilha seja cada vez mais atrativa e inverta o atual quadro de perda populacional.

“Nós estamos a pensar no desenvolvimento integrado de Santo Antão nas suas diversas valências. Acelerar o aproveitamento de todo o seu potencial no turismo, na agricultura, na agroindústria e na economia marítima. E temos estado a trabalhar com foco nestas possibilidades e no desenvolvimento desse potencial”, realça.

O estudo indica as próximas ações necessárias para planificação, desenho e execução das obras do aeroporto de Santo Antão, nomeadamente a elaboração do Plano Diretor – definição das fases de desenvolvimento da infraestrutura e os custos envolvidos, a identificação da procura e caraterização do tráfego –, desenho dos procedimentos de voo e realização dos estudos de obstáculos e de impacto ambiental.

 

  • Texto da autoria de Fretson Rocha/Rádio Morabeza publicado na edição online do jornal ‘Expresso das Ilhas’, que tem sede na Cidade da Praia, ilha de Santiago.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica