Delta e LATAM assinam amplo acordo de ‘joint venture’

A companhia norte-americana Delta Air Lines e o Grupo LATAM Airlines e as empresas de transporte aéreo suas afiliadas, em que se integra a LATAM Airlines Brasil, anunciaram nesta quinta-feira, dia 7 de maio, a assinatura de um acordo transamericano de parceria (joint venture) que, após as aprovações regulatórias necessárias em cada país, combinará as malhas aéreas altamente complementares das companhias entre as Américas do Norte e do Sul, proporcionando aos clientes uma experiência de viagem única e a maior conectividade do setor.

“No final do ano passado, decidimos construir a aliança estratégica líder na América Latina, juntamente com a LATAM, e, embora o cenário da indústria tenha mudado, nosso compromisso com esta joint venture está mais forte do que nunca”, afirma o presidente executivo da Delta, Ed Bastian, citado no comunicado distribuído na noite desta quinta-feira, por ambas as companhias. “Enquanto as nossas empresas enfrentam o impacto da covid-19 nos negócios e tomam medidas para proteger a segurança dos nossos clientes e funcionários, também estamos construindo a aliança de companhias aéreas que sabemos que desejam voar no futuro”, acrescenta Ed Bastian.

“Enquanto continuamos focados em operar durante a crise da covid-19, protegendo a segurança e o bem-estar dos nossos passageiros e funcionários, também precisamos olhar para o futuro para garantir a melhor experiência possível ao cliente e apoiar a sustentabilidade a longo prazo do grupo”, afirma, por seu lado, Roberto Alvo, presidente executivo do Grupo LATAM Airlines, que tem sede no Chile. “A nossa aliança estratégica bilateral com a Delta continua sendo uma prioridade e acreditamos firmemente que ainda vamos oferecer aos clientes a melhor experiência de viagem e conectividade nas Américas.”

Desde setembro de 2019, a Delta e a LATAM alcançaram resultados importantes com o acordo de benefícios para o cliente, incluindo:

  • Acordos de code share entre a Delta e as filiais da LATAM no Peru, Equador, Colômbia e Brasil que permitem aos clientes adquirir passagens e acessar destinos de suas respectivas malhas aéreas, que serão expandidos para voos de longo curso entre os Estados Unidos, Canadá e América do Sul, além de voos regionais. As afiliadas da Delta e da LATAM no Chile e na Argentina também planeiam assinar acordos de code share nas próximas semanas.
  • Benefícios para passageiros frequentes: os clientes Delta SkyMiles podem acumular e utilizar as suas milhas em voos da LATAM, enquanto os clientes LATAM Pass podem acumular e utilizar as suas milhas em voos da Delta em suas respectivas malhas aéreas. Espera-se que o acordo recíproco para os clientes top tier esteja disponível a partir de junho de 2020.
  • Conexões nos principais aeroportos: os clientes podem se conectar facilmente entre os voos da Delta e da LATAM nos principais aeroportos operados pelas companhias, incluindo o Terminal 4 no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, na cidade de Nova Iorque (EUA), e o Terminal 3 no Aeroporto de Guarulhos, no Estado de São Paulo (Brasil).
  • Acesso recíproco nos lounges: clientes elegíveis da LATAM podem acessar o ‘Delta Sky Club’ em Nova Iorque (JFK) e clientes elegíveis da Delta podem acessar o lounge da LATAM em Bogotá (BOG), capital da Colômbia. A ampliação do acesso recíproco aos lounges dos aeroportos está prevista para junho de 2020.

 

  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica