Bem-vindo, !|Sair

Embraer entregou 28 jatos comerciais e 20 executivos no segundo trimestre deste ano

A construtora aeronáutica brasileira Embraer entregou 28 jatos para o mercado de aviação comercial nos Estados Unidos da América, Europa e Ásia Pacifico ao longo do segundo trimestre deste ano.

No segmento de aviação executiva, 20 unidades foram entregues nesse período, sendo 15 jatos leves e cinco jatos grandes. Em 30 de junho, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava 17,4 bilhões (mil milhões na Europa) de dólares norte-americanos.

No segundo trimestre de 2018, a Embraer comemorou um grande marco com a entrega do primeiro E190-E2 de série à companhia norueguesa Widerøe no início de abril durante uma cerimónia que teve lugar na fábrica da Embraer em São José dos Campos, no interior de São Paulo. A maior companhia aérea regional da Escandinávia começou a operar o primeiro E190-E2 nas suas rotas comerciais poucas semanas depois da chegada da aeronave.

No mercado de aviação comercial, o pedido da Air Costa para 50 E-Jets E2 foi retirado do backlog da Embraer para o segundo trimestre deste ano. Este ajuste não tem impacto na produção do E2, nem no cronograma de entregas de 2018 ou 2019, esclarece a fábrica brasileira em comunicado distribuído no final do Farnborough Airshow, que teve lugar nos arredores da cidade de Londres, no Reino Unido, entre 16 e 22 de julho.

A Embraer assinou um pedido firme com a American Airlines para 15 jatos E175 com configuração de 76 assentos. O contrato tem um valor de 705 milhões de dólares, com base nos preços de tabela atuais, e as entregas ocorrerão entre março e novembro de 2019. A Embraer e a Mauritania Airlines anunciaram ainda durante o Farnborough Airshow 2018 um pedido firme para dois jatos E175 com configuração de 76 assentos. O contrato, com um valor de 93,8 milhões de dólares, com base nos atuais preços de lista, foi assinado em junho e, portanto, foi incluído na carteira de encomendas do segundo trimestre de 2018. As entregas ocorrerão em 2019.

Durante o Farnborough Airshow, a Embraer também anunciou pedidos firmes de 25 jatos E175 para a United Airlines, dos Estados Unidos, e de 10 jatos E195-E2 para a Wataniya Airways, do Kuwait, que serão incluídos no backlog do 3T18. Os outros anúncios feitos na semana do salão aeronáutico do Reino Unido, incluindo o da Republic Airways, devem ser incorporados no backlog até o fim de 2018.

No segmento de jatos executivos, a Embraer assinou, neste primeiro semestre do ano, durante a 18ª Convenção e Exposição da Aviação Executiva Europeia (EBACE), em Genebra, na Suíça, um novo contrato de compra com a Air Hamburg para mais quatro jatos executivos Legacy 650E. Com esse pedido adicional, a operadora de voos fretados sediada na Alemanha expandirá sua frota de jatos Embraer para 17 aeronaves. A Air Hamburg é a maior operadora do mundo dos modelos Legacy 600/650. O segundo trimestre de 2018 também marcou o início das novas entregas do Phenom 300E.

 

A Embraer Serviços & Suporte e a Belavia, Belarusian Airlines, companhia aérea nacional da Bielorússia, assinaram um acordo para prestação de serviço e suporte à frota de E-Jets da companhia aérea. O acordo tornará mais ágil o apoio à frota da Belavia e incrementará a disponibilidade das aeronaves. A área também anunciou que a CommutAir, companhia da United Express, escolheu a Embraer Aircraft Maintenance Services (EAMS) em Nashville, nos Estados Unidos, como fornecedora exclusiva de manutenção pesada para a frota de 61 aeronaves modelo ERJ 145.

Também no segundo trimestre de 2018, o Centro de Serviços de Sorocaba, no interior de São Paulo, recebeu a certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA, na sigla em inglês) para realizar manutenções do jato E190-E2, homologando a unidade a oferecer suporte a clientes brasileiros e europeus.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica