Encontradas rachaduras em 38 dos 810 Boeing 737 NG inspecionados

A Boeing confirmou nesta quinta-feira, dia 10 de outubro, que as companhias aéreas suas clientes já inspecionaram 810 jatos Boeing 737 de Nova Geração (versões 700 e 800) em todo o mundo e que foram encontradas 38 rachaduras estruturais que exigem reparação e substituição das peças afetadas.

A notícia foi divulgada pela agência de notícias ‘Reuters’, que cita fontes da construtora aeroespacial norte-americana. Os aviões em que foram detetadas as avarias encontram-se parados e fora de serviço e serão submetidos a intervenções técnicas para substituição das peças avariadas.

As rachaduras foram localizadas numa peça que prende a fuselagem ou corpo do avião à estrutura das asas. Em inglês e na linguagem entre técnicos é conhecida por ‘pickle fork’, que em tradução livre para o português significa ‘garfo de pickles’.

Nesta semana foram identificadas rachaduras em aviões Boeing 737 NG da Southwest Airlines e da GOL Linhas Aéreas Inteligentes, do Brasil, que fizeram parar 13 aeronaves, já tinha sido anunciado na quarta-feira, pela imprensa norte-americana.

Especialistas citados pela ‘Reuters’ afirmam que os danos estruturais verificados e as inspeções necessárias e, depois, as respectivas recertificações das aeronaves, poderão paralisar quatro por cento da frota destes modelos de aviões da Boeing até final do corrente ano.

As rachaduras “podem afetar adversamente a integridade estrutural do avião e resultar em perda de controlo”. As aeronaves com mais de 30.000 ciclos devem ser inspecionadas dentro de sete dias, enquanto os aviões entre 22.600 e 29.999 ciclos devem ser inspecionados dentro de 1.000 ciclos, o que normalmente corresponde ao número de aterragens.

A diretiva da FAA, autoridade federal de aviação dos EUA, que manda inspecionar os Boeing 737 NG envolverá um total de 1.911 aeronaves ao serviço de várias companhias aéreas em todo o mundo.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica