Euro Atlantic faz voo de repatriamento entre Barbados (Caraíbas) e a Indonésia

Um Boeing B767-300ER da companhia portuguesa Euro Atlantic Airways, matrícula CS-TKS, escalou na noite deste sábado, dia 2 de maio, o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, em viagem de Barbados, nas Caraíbas, para Jacarta, na Indonésia, um voo que terá ainda uma segunda escala na cidade de Tbilissi, na Geórgia.

O avião português descolou na manhã deste sábado, dia 2 de maio, do Aeroporto Internacional Sir Grantley Adams, na cidade de Bridgetown, cidade capital de Barbados, um estado insular das Caraíbas, antiga colónia britânica. A bordo viajam trabalhadores indonésios que estavam embarcados em navios de cruzeiro da Carnival Cruise Line, e que estão de regresso ao seu país devido à forçada paragem dos circuitos marítimos, por causa da pandemia de covid-19.

O voo MMZ654 fez uma escala em Lisboa, para reabastecimento e mudança de tripulação. Aterrou na capital portuguesa às 21h30 (20h30 UTC), tendo descolado às 23h41 locais (22h41 UTC). Retomou viagem com destino à Geórgia, onde fará uma escala, também para reabastecimento, no Aeroporto Internacional de Tbilisi, na madrugada deste domingo, dia 3 de maio, seguindo depois para a Indonésia, onde aterrará no Aeroporto Internacional Soekarno-Hatta/Jacarta, o principal da capital do país.

Recorde-se que no passado mês de abril, a Euro Atlantic já tinha feito um voo de repatriamento de tripulantes indonésios da Carnival Cruise Line, igualmente para Jacarta, mas à partida de Los Angeles, no Estado da Califórnia, na costa oeste dos Estados Unidos da América (LINK notícia relacionada).

O comandante Mário Alvim, piloto-chefe e administrador da Euro Atlantic, à esquerda, registou o momento da escala em Barbados, junto do co-piloto de mais este voo de repatriamento da companhia portuguesa.

A Carnival Cruise Line concentrou, no final do passado mês de abril, 18 dos 27 navios da sua frota que realizavam circuitos no continente americano e nas ilhas das Caraíbas, onde fez um levantamento das tripulações que deveriam ser transportadas para os seus países de origem, depois de escolhidos os trabalhadores que deveriam ficar a bordo para assegurar as tarefas necessárias à manutenção dos navios. Segundo a imprensa internacional, a companhia dispensou 10.000 dos seus 18.000 trabalhadores, que estão a regressar aos seus países em voos pagos pela Carnival, cuja frota marítima está parada desde o passado dia 13 de março.

Num comunicado distribuído neste sábado, em Lisboa, a companhia aérea portuguesa, refere que recebeu do departamento médico da Carnival Cruise a garantia de que todo o pessoal alvo de repatriamento, não está infetado com a covid-19, tendo já cumprido uma quarentena superior a 14 dias.

Para a Euro Atlantic Airways este é o quinto repatriamento de tripulantes ou passageiros de navios de cruzeiro atracados em portos do Japão, Tailândia, Estados Unidos e Portugal (MSC Fantasia), neste ano e devido à eclosão da pandemia.

 

  • Notícia em desenvolvimento – atualizada às 23h45 UTC
  • Foto © João Chaves

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica