Bem-vindo, !|Sair

EuroAtlantic está a negociar entrada de dois aviões na sua frota

A EuroAtlantic Airways integrará em breve dois novos aviões de passageiros na sua frota, ambos com registo nacional, que serão activos mais modernos e irão valorizar no mercado o portfólio da oferta comercial da companhia portuguesa, dedicada essencialmente ao aluguer de aeronaves em  ACMI e para missões especializadas a nível internacional.

Os dois aparelhos “vão trazer um up-grade à frota nacional e da companhia, mais conforto para o passageiros e um melhor leque da oferta de entretenimento a bordo”, adiantou ao Newsavia Tomaz Metello, presidente e CEO da EuroAtlantic Airways.

Os dossiês de negociação estão bastante adiantados e em breve a companhia aérea de Tomaz Metello e do Grupo Pestana anunciará a entrada dos dois aviões no registo nacional português.

 

B767-300ER CS-TFS deixou a companhia no início de Fevereiro

A EuroAtlantic ficou recentemente sem um dos seus aviões Boeing 767-300ER. O ex-CS-TFS regressou ao lessor GECAS, no final de mais um contrato. Devido à sua idade (cn 25411 e sn 408 fez 1º voo em 12 de Dezembro de 1991) foi diretamente para o deserto do Arizona (EUA), onde ficou depositado no aeroparque de Pinar, também conhecido por Marana.

Este avião que seguiu directamente de Lisboa para Marana, no passado dia 5 de Fevereiro, já com o novo registo N869TM, fez o seu primeiro voo comercial em 1991 ao serviço da companhia brasileira Transbrasil, entretanto falida. Chegou à frota da EuroAtlantic em 2003. Teve ainda mais dois registos, quando foi alugado à companhia brasileira Varig (PP-VTC) e quando esteve ao serviço da STP Airways, empresa nacional da República de São Tomé e Príncipe (S9-DBW), da qual a EAA é sócia-fundadora. Ultimamente tinha estado por dois períodos alugado à companhias Cubana de Aviación e Air Canada.

 

  • O  Boeing 767-300ER ex-CS-TFS que deixou neste mês a frota da EuroAtlantic. Foto: Niki Kapsamunov

 

1 Comments

  1. a aviação não para
    a concorrência e cada vez maior
    a aero atlantico, tem permanecido activa, tem conseguido sobreviver,tambem sempre pagou , baixos salários para o trabalho que o pessoal desempenha.
    gente que conheço da TAP,que ainda estão no activo,a trabalhar na companhia.
    joao creuz

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica