Família de dez pessoas salvou-se por não ter lido o email da Air Asia

Ari Putro Cahyono e a sua família de nove pessoas pertencem ao grupo de 23 pessoas que não se apresentaram no check-in para o voo QZ8501 da Indonesia Air Asia, que está desaparecido desde a madrugada de domingo passado.

Residente na cidade de Surubaya, no leste da ilha de Java, Ari Cahyono e a família chegaram ao Aeroporto Internacional de Juanda às 05h30 locais, mas o avião tinha partida para as 05h20. Já não foram aceites no ‘check-in’. A companhia tinha mudado a hora de partida do voo das 07h20 para as 05h20. Ari foi avisado, mas não tinha lido o email que a companhia lhe tinha enviado. Foi a salvação destes 10 indonésios. A companhia ofereceu transporte num voo seguinte, mas quando começaram a ouvir as notícias do desaparecimento do avião que fazia o voo em que deveriam ter seguido, já não houve coragem para embarcar e optaram por ficar em Surubaya, escreve o portal ‘kompas.com’ que falou com Ari.

A alteração de horário do voo foi uma das razões que levou ao registo de um número inusitado de faltas ao check-in. Faltaram 26 passageiros (23 adultos e três crianças), o que provocou neste domingo relacionamentos diversos, nomeadamente de que essas ausências criavam suspeitas sobre um possível atentado.

O A320 da Indonesia Air Asia viajava de Surubaya, na ilha de Java (Indonésia), com 162 ocupantes a bordo, em direcção a Singapura. Os radares perderam contacto com o avião pelas 06h17 locais deste domingo, dia 28 de Dezembro, (23h17 de sábado, dia 27, na hora de Portugal e de Angola, e 20h17 também de sábado, na hora de Brasília).

O avião terá solicitado para subir para uma rota pouco utilizada, alegando estar a ser fustigado por uma tempestade, situação que já foi confirmada pelos serviços de controlo aéreo e pelos serviços de meteorologia de diversos países.

Para a zona onde o avião poderá ter caído, no Mar de Java, deslocaram-se diversos navios de Indonésia, Singapura, Malásia e Austrália, que procuram quaisquer destroços que possam identificar o aparelho e confirmar a cada mais provável queda do Airbus A320 no mar. Na manhã de segunda-feira, pelas 07h00 locais (ainda 23 horas de hoje em Portugal e em Angola e 20 horas em Brasília) serão retomadas as buscas aéreas com diversos aviões militares. Continua a chover na zona e o vento também é forte, referem as agências noticiosas internacionais.

1 Comments

  1. Avatar

    triste notícia que Deus faça o melhor para os desaparecidos

Responder a André Cossa Cancelar resposta

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica