Finnair retoma voo semanal para Xangai no dia 23 de julho

A Finnair anunciou que foi autorizada pelo Governo da China para retomar a rota Helsínquia-Xangai, o que deve acontecer já nesta semana. O primeiro voo sairá da capital finlandesa na quinta-feira, dia 23 de julho e o voo será efetuado com aviões Airbus A350-900.

Num comunicado distribuído esta semana a Finnair explica que a Finlândia autoriza as viagens de trabalho procedentes da China, mas que a entrada naquele país nórdico europeu permanece sujeita a restrições decorrentes das exigências de reciprocidade a nível da União Europeia.

A Finnair já retomou diversas rotas da sua rede desde o início do corrente mês de julho. Presentemente voa para 24 cidades europeias desde Helsínquia. Lisboa e Porto, em Portugal, contudo, ainda não constam na programação à partida de Helsínquia. Espera-se que aconteça no corrente Verão.

Até final do mês a companhia de bandeira finlandês estará voar para 30 destinos, operando um total de entre 80 a 90 voos diários. Em agosto e setembro a Finnair espera retomar mais ligações, de acordo com a reabertura do movimento aéreo em aeroportos para onde a companhia voava em março passado.

Para outras cidades chinesas, e nomeadamente para toda a Ásia, onde a companhia tinha uma rede de voos bastante interessante, a Finnair espera retomar em breve mais ligações. São voos muito procurados, dada a qualidade de serviço da companhia europeia, e que agregam também um interessante volume de carga. Helsínquia ganhou desde há dois anos, e com maior incidência em 2019, mais procura como hub preferencial para voos com destino à Ásia.

Face às novas regras impostas pela autoridade nacional de aviação civil da China, no pós-desconfinamento, as companhias chinesas e estrangeiras de transporte de passageiros apenas poderão realizar um voo semanal entre um aeroporto chinês e uma cidade no estrageiro, uma regra que se aplica igualmente às companhias de fora. Uma estratégia para contemplar mais cidades e atrair um maior número de companhias aéreas. A regra não se aplica aos voos exclusivos de carga. No caso particular de Lisboa, a Beijing Capital Airlines está a realizar um voo semanal de e para a cidade de Xi’an.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica