França prevê aliviar em maio restrições aos passageiros oriundos dos EUA e da Europa

O Presidente francês, Emmanuel Macron, disse que a França vai aliviar progressivamente as restrições de viagens “no início de maio”, apesar de o número de doentes hospitalizados estar há várias semanas acima dos 30 mil.

Numa entrevista à cadeia de televisão norte-americana CBS, transmitida no passado domingo, Emmanuel Macron, reiterou que as restrições às viagens entre a França e os restantes países europeus, assim como com os Estados Unidos da América, vão ser progressivamente aliviadas a partir do início de maio.

“Vamos aliviar progressivamente as restrições no início de maio para os cidadãos franceses e europeus, mas também para os cidadãos americanos”, explicou o chefe de Estado gaulês.

Ao mesmo tempo, quem vier de países como Brasil, Argentina, Chile ou África do Sul e não cumprir a quarentena obrigatória pode pagar uma multa de 1.500 euros e o valor pode ir até aos 3.000 euros em caso de reincidência.

A ambição de retomar as viagens internacionais acontece numa altura em que os números da progressão da covid-19 estabilizaram em níveis bastante elevados, já que, segundo os dados divulgados na segunda-feira, dia 19 de abril, pelas autoridades sanitárias francesas, há atualmente 30.789 pessoas que estão hospitalizadas devido à pandemia de covid-19, mais 460 do que na véspera, e 5.893 desses pacientes estão nos cuidados intensivos.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica