Fumo em cabina de A321neo força aterragem de emergência no Hawai

Um avião Airbus A321neo da companhia Hawaiian Airlines, com sede no arquipélago do Hawai, estado norte-americano no Pacífico, fez uma aterragem de emergência no aeroporto de Honolulu, na ilha de Oahu, nesta quinta-feira, dia 22 de agosto, “devido ao intenso fumo que tinha invadido a cabina de passageiros, proveniente de um dos porões de carga da aeronave”, segundo fontes aeroportuárias.

O comandante do avião perante a situação, por precaução e para apressar a evacuação do aparelho, mandou a tripulação abrir as mangas pneumáticas para saída dos ocupantes do aparelho. De entre os 184 passageiros e sete tripulantes que estavam a bordo foram transportadas a um hospital da cidade de Honolulu sete pessoas, das quais duas crianças, com problemas de intoxicação respiratória, que já tiveram alta, anunciou a companhia aérea.

A Hawaiian Airlines distribuiu nesta sexta-feira um comunicado em que justifica que o fumo resultou de “fugas de óleo do motor do lado esquerdo que depois de contacto com as partes quentes do motor, e através do sistema de pressurização e ventilação, introduziram fumo na cabina do avião que aterrou sem incidentes”. Desmente-se assim a anterior informação de que o fumo no interior da aeronave era proveniente de um porão de carga.

O avião fazia um voo regular (HA47) procedente de Oakland, na Califórnia, e o incidente verificou-se por volta do meio-dia, hora local.

As mangas de escape do avião funcionaram com sucesso e a evacuação da aeronave durou entre 30 a 45 segundos, com a ajuda da tripulação e dos bombeiros do aeroporto, confirmou a companhia aérea.

Testemunhos dos passageiros dizem que a situação de fumo na cabina surgiu cerca de 20 minutos antes do pouso da aeronave e nos últimos minutos já estava a tornar-se bastante difícil respirar. Foram descidas as máscaras de oxigénio, aplicadas de acordo com os procedimentos que estas situações exigem.

As autoridades aeronáuticas norte-americanas abriram um inquérito para apuramento dos factos.

O avião envolvido neste incidente, registo N218HA, foi recebido de fábrica no passado mês de fevereiro, contando com apenas seis meses de serviço.

 

  • Notícia atualizada às 11h45 UTC de sábado, dia 24 de agosto.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica