GOL recupera mercado e quer fechar o ano com 66 bases reabertas em todo o Brasil

Os voos diários da GOL Linhas Aéreas Inteligentes triplicaram para 360 no terceiro trimestre deste ano, anunciou nesta semana a companhia aérea brasileira, na apresentação de contas desse período, em que se verificou um melhor desempenho do que nos trimestres anteriores, fortemente afetados pela baixa de tráfego resultante da pandemia de covid-19.

A GOL serve agora 134 aeroportos, que representam 39% das frequência diárias do terceiro trimestre do ano passado, sendo que 118 desses destinos são operados por aviões com as cores da companhia e outros 16 via parceiros estratégicos. A GOL reabriu 15 bases no Brasil: Viracopos e Presidente Prudente (São Paulo), Uberlândia, Montes Claros e Juiz de Fora (Minas Gerais) Santarém e Marabá (Pará), Vitória da Conquista (Bahia), Campina Grande (Paraíba), Caxias do Sul e Passo Fundo (Rio Grande do Sul), Londrina e Cascavel (Paraná), Joinville (Santa Catarina) e Sinop (Mato Grosso).

“A GOL permanece disciplinada no equilíbrio entre oferta e procura”, destaca um comunicado distribuído pela empresa. Durante o mês de setembro, a companhia adicionou 1.383 voos nos principais hubs brasileiros: aeroportos de Guarulhos e Congonhas (São Paulo), Santos Dumont e Galeão (Rio de Janeiro), Brasília (Distrito Federal), Fortaleza (Ceará) e Salvador (Bahia).

Comparado com a sua malha reduzida em abril deste ano, a GOL reabriu 36 bases no Brasil para servir um total de 60 bases, representando 95% de suas bases domésticas operadas no início de 2020. A companhia planeia a reabertura de outras seis no quarto trimestre de 2020, e espera encerrar o ano com 66 bases em operação. No final do primeiro trimestre do próximo ano, a GOL espera servir 95% dos destinos pré-pandemia.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica