Governo disposto a melhorar projeto do Aeroporto do Montijo

O Governo Português defende, no projeto de proposta de lei das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2021, que o período de recuperação da aviação aos níveis pré-covid-19 deve ser usado para desenvolver e melhorar o projeto do novo aeroporto do Montijo, que está previsto para abrir dentro de dois a três anos como complementar ao Aeroporto Humberto Delgado, na cidade de Lisboa.

“A crise pandémica afetou de forma avassaladora todos os setores e, de forma especial, o da aeronáutica”, começa por sublinhar o executivo no projeto das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2021 aprovado na quinta-feira, dia 10 de setembro, em Conselho de Ministros e a que a ‘Lusa’ teve acesso.

“A recuperação da aviação e o regresso ao volume de passageiros pré-covid-19 demorará algum tempo. Esse período – ainda imprevisível – deve ser utilizado para recuperar o atraso que Portugal registava na oferta adequada da capacidade aeroportuária de Lisboa, fundamental para a sua economia, desenvolvendo e melhorando o projeto do novo aeroporto do Montijo e das obras no Aeroporto Humberto Delgado”, pode ler-se no documento.

O primeiro-ministro, António Costa, assegurou em 24 de julho, no debate sobre o Estado da Nação, que “não haverá aeroporto do Montijo” sem se resolver os problemas ambientais detetados no município da Moita, sublinhando que o Governo não iria desistir.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica