Governo português contesta decisão de Londres suspender voos

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, considerou “absurda” e “sem lógica” a decisão do Reino Unido suspender os voos com Portugal, medida “súbita e inesperada” cujos fundamentos disse desconhecer.

“Na nossa opinião não tem lógica. Em primeiro lugar é uma medida súbita e inesperada e isso é um primeiro elemento de surpresa negativa. Em segundo lugar, é uma medida que atinge fortemente pessoas que não foram devidamente avisadas para ela. Foi anunciada às 17h00 de um dia para entrar em vigor às 04h00 do dia seguinte”, afirmou nesta quinta-feira, dia 14 de janeiro, o chefe da diplomacia portuguesa.

“É também uma medida absurda, cujos fundamentos não conhecemos. Suspender voos a partir de Portugal tendo como argumento as ligações entre Portugal e o Brasil é, com todo o respeito, completamente absurdo”, acrescentou, adiantando ter já pedido ao homólogo britânico uma conversa “para entender os fundamentos” da decisão.

 

  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica