Grupo polaco, que integra a companhia nacional LOT, compra a Condor

A Condor, companhia aérea alemã que pertenceu ao Grupo Thomas Cook, foi adquirida pela holding ‘Polish Aviation Group’ (PGL), na qual se integra a LOT – Polish Airlines, companhia aérea de bandeira da Polónia. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, dia 24 de janeiro, pelos novos proprietários numa conferência de imprensa.

A Condor tinha conseguido sobreviver, no ano passado, ao colapso do Grupo Thomas Cook, que era na altura um dos maiores players no mercado de férias e transporte aéreo na Europa. A Thomas Cook tinha uma companhia aérea global, com subsidiárias em diversos países europeus, com um total de 103 aviões, quando abriu falência em setembro de 2019.

A Condor, companhia aérea que era a sucursal alemã da Thomas Cook, conseguiu manter-se em atividade, se bem que numa situação financeira débil, já que sofreu os efeitos da bancarrota do grupo para quem mais vendia e que controlava parte do seu capital.

A Condor recebeu então do governo federal alemão e do governo do Estado de Hesse, onde está sediada, um empréstimo-ponte de 380 milhões de euros (422 milhões de dólares) e entrou com um processo judicial de proteção a credores, o que garantiu a manutenção dos seus voos e um interregno no pagamento das suas dívidas.

A Condor conseguiu, entretanto, assinar um acordo com os tripulantes de cabina, que prevê o corte de 150 dos seus profissionais nesse sector, que eram, até à semana passada, de 2.400, assim como mais alguns cortes nos quadros de pessoal das operações que deverá reduzir mais 170 colaboradores.

Na semana passada, antes deste anúncio oficial da PGL, em círculos financeiros da Alemanha, falava-se do interesse dos fundos financeiros norte-americano Apollo e britânico Greybull, que terão apresentado propostas para aquisição da Condor, companhia aérea que concorre no mercado alemão com a Lufthansa e a TUIfly, esta controlada pelo grupo TUI, considerado o maior grupo de turismo mundial.

Presentemente a Condor está a voar com uma frota de 51 aviões, sendo: nove Airbus A320, 10 A321, um A330-200, 15 Boeing 757-300ER e 16 B767-300ER.

A entrada da PGL na Alemanha, para já, reforça a posição da companhia aérea polaca na Europa Central. Saberemos no decurso das próximas semanas quais as intenções do grupo polaco para a consolidação da Condor no mercado e quanto a uma eventual expansão da carteira de negócios dos investidores que agora chegam da Polónia.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica