Hospedeiros de várias companhias em linha para foto. Avião da Star Alliance 20 anos por trás

IATA organiza curso online para tripulantes que perderam os seus empregos

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) lançou na semana passada um curso de formação gratuito para tripulantes de cabina que perderam os seus empregos em consequência da pandemia de Covid-19. Esta iniciativa faz parte da campanha “#WeAreAviation” lançada há alguns meses pela IATA, e que poderá ser bastante útil para as muitas dezenas de milhares de tripulantes que, inesperadamente, tiveram de deixar os seus postos de trabalho.

Os interessados em beneficiar deste curso que tem a duração de três horas (Cabin Crew – Leveraging Professional Skills) que prepara a transição para o mercado de trabalho, devem inscrever-se até ao dia 23 de fevereiro deste ano, com horário limitado às 16h00 UTC na plataforma dedicada a este fim (LINK)

“A IATA desenvolveu um curso especificamente concebido para melhorar, promover e reconhecer as competências profissionais que têm sido ensinadas, desenvolvidas e transferidas entre a tripulação de cabina ao longo de muitos anos. O objectivo desta formação é fornecer aos profissionais da aviação e aos membros da tripulação de cabina as ferramentas, técnicas e confiança para entrar no mercado de trabalho e alcançar os objectivos que eles próprios estabeleceram”, refere a IATA na nota de imprensa que anuncia a iniciativa.

Recomendado para profissionais de nível médio, a formação de auto-estudo será online. O desempenho será avaliado.

Antes de lançar este projeto, a Associação, que reúne cerca de 290 companhias aéreas em todo o mundo, realizou um inquérito a 800 tripulantes de cabina que perderam os seus empregos devido à crise sanitária provocada pela pandemia de covid-19. O inquérito revelou que 78% queriam ajuda para adquirir as competências que lhes permitissem subir a escada.

“Dezenas de milhares de membros da tripulação perderam os seus empregos nesta crise. Esta oferta é um reconhecimento do seu serviço à indústria. Esperamos acolhê-los de novo na aviação, mas por agora, muitos terão de procurar oportunidades de ganhar a vida noutros sectores. Felizmente, eles têm as competências necessárias para fazer a transição. Ao aplicar as competências de formação da IATA, vamos ajudá-los a introduzir estas competências a potenciais empregadores”, disse Stéphanie Siouffi, responsável pelo Departamento de Formação da IATA.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica