KLM reforça capacidade em Portugal – Oferta superior em 17% face a 2019

A KLM, companhia de bandeira dos Países Baixos, vai iniciar a época de Inverno 2021-2022 a operar 12 voos semanais entre Lisboa e Amesterdão e 14 voos semanais entre o Porto e Amesterdão, anunciou nesta terça-feira, dia 26 de outubro, a companhia aérea em Portugal.

Isto significa um aumento de 17% na oferta no inverno de 2021 face à oferta pré-pandemia em período idêntico de 2019. Esta oferta é complementada pela da sua parceira francesa, a Air France, que oferece rotas entre Paris/CDG e três aeroportos portugueses (Lisboa, Porto e Faro/Algarve). Note-se que o aeroporto algarvio conta neste inverno com voos regulares da companhia francesa, o que não acontecia antes.

O novo programa de Inverno da KLM entra em vigor no próximo dia 31 de outubro e é válido até 26 de março de 2022. À medida que vão sendo aliviadas mais e mais restrições de viagem, a KLM aumentou a sua capacidade novamente neste Inverno e, assim, planeia operar voos diretos de Amesterdão para 162 destinos, 72 intercontinentais e 90 na Europa.

Depois de mais de 18 meses, mais e mais fronteiras estão a reabrir e estamos bem encaminhados para a recuperação. A KLM está satisfeita de poder, uma vez mais, oferecer aos passageiros tantos destinos. Estamos desejosos por fazer o que fazemos de melhor: aproximar as pessoas. Viajar tem tudo a ver com conexões pessoais, e é isso que a KLM representa!”, afirma Pieter Elbers, presidente e diretor-geral da KLM, citado num comunicado da empresa.

Mais voos para os EUA e para as Antilhas Holandesas

A KLM retomou os serviços operacionais para quase toda a sua rede pré-covid (à exceção de um destino). Os voos intercontinentais vão operar com cerca de 75% da capacidade este Inverno face a igual temporada de 2019.

Agora que os viajantes europeus vacinados poderão entrar nos Estados Unidos da América a partir de 8 de novembro, a KLM vai expandir a sua capacidade para vários destinos nos EUA. O número de frequências para Atlanta, por exemplo, quase que duplica para 12 voos/semana, e haverá 11 voos semanais para Nova Iorque-JFK neste Inverno. A KLM servirá ainda Las Vegas e Miami, ambos três vezes por semana. O serviço de Mineápolis, retomado no Verão, também continua no Inverno com três voos semanais.

A KLM começou a notar, ainda no Verão, um forte aumento da procura por viagens para a parte caribenha do Reino dos Países Baixos, denominadas por Antilhas Holandesas. É por isso que a companhia aérea está também a expandir a sua capacidade para as Caraíbas e vai duplicar o número de voos para Curaçau, para 14 voos por semana. Vai igualmente aumentar a capacidade diária na rota para Aruba e Bonaire, com a introdução de um Boeing 777-300ER, o seu maior avião de passageiros. Para responder à procura prevista para as férias de Natal, a KLM está a planear três voos semanais adicionais para essas ilhas, elevando o número total de voos semanais para Aruba e Bonaire para dez até ao final do ano.

A rede KLM está também a mostrar sinais de recuperação na América do Sul, com quatro voos semanais para San José e Libéria na Costa Rica (face aos dois o inverno passado) e voos diários para a Cidade do Panamá. A capacidade da rota para Paramaribo (Suriname) vai também aumentar consideravelmente este inverno, com quatro voos semanais, contra um no inverno passado devido às estritas restrições de viagens. O serviço regular de longo curso da KLM, sem escalas a partir de Amesterdão para Santiago do Chile, prossegue este com três voos semanais.

Este Inverno vamos assistir à introdução de quatro destinos totalmente novos: Mombaça, Cancún, Port of Spain e Bridgetown. O primeiro voo para Cancún, no México, descola a 2 de novembro, com cinco voos semanais durante o período de férias de Natal. Isto vai elevar para 12 o número total de voos semanais da KLM para o México. O primeiro voo (combinado) para Port of Spain, em Trinidad e Tobago, e para Bridgetown, em Barbados, descolou a 16 de outubro e vai operar três vezes por semana. O serviço programado para Mombaça, no Quénia, está previsto começar no início de dezembro. A KLM está atualmente no processo de obtenção das licenças de voo necessárias, junto das autoridades quenianas.

A rede asiática da KLM continua com baixa procura devido aos constrangimentos impostos pelas restrições de viagens. Em resultado disso, a procura por esses voos é inferior à de outras regiões. Contudo, a procura pelo transporte de carga de e para a Ásia continua alta, permitindo à KLM continuar a servir muitos de seus destinos este inverno.

 

Principais cidades europeias receberão cinco voos diários de Amesterdão

Na Europa, a KLM está a responder ao forte aumento da procura por viagens de lazer e negócios. Os novos destinos, como Zagreb e Poznam, revelaram-se populares logo após a sua introdução este Verão e a KLM planeia continuar a operá-los este Inverno. Com este acréscimo, o número de destinos europeus servidos pela KLM vai ultrapassar os da programação de igual período de 2019.

Em muitos casos, o número de voos para destinos europeus ainda está um pouco abaixo dos números pré-covid-19. A KLM está a operar com cerca de 84% da sua capacidade na rede europeia. Mesmo assim, a companhia aérea está a servir, uma vez mais, as principais cidades da Europa, incluindo Berlim, Londres, Munique e Paris, pelo menos cinco vezes por dia. Isso torna o programa de Inverno da KLM, com mais voos do que no verão, atrativo para um número crescente de passageiros executivos europeus. Ao aumentar o número de voos na Europa, a KLM vai ser, uma vez mais, capaz de conectar muitos locais europeus através de Amesterdão/Schiphol, reforçando o estatuto deste aeroporto como um hub global.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica