LAM suspende voos entre Maputo e Nairobi por motivos operacionais

A LAM – Linhas Aéreas de Moçambique vai suspender os seus voos regulares entre a cidade de Maputo, capital do País, e Nairobi, no Quénia, a partir da próxima segunda-feira, dia 29 de março, informou a companhia aérea.

Num comunicado distribuído na semana passada na capital moçambicana a LAM informa que a suspensão se deve a motivos operacionais. O facto da companhia estar a trabalhar com apenas um dos seus dois Boeing 737-700 deve ter contribuído para esta decisão.

O B737-700 matrícula C9-BAR sofreu um incidente no Aeroporto de Quelimane, na Zambézia, no passado dia 26 de fevereiro, tendo saído de pista após a aterragem (LINK notícia relacionada). A aeronave foi retirada da posição em que se encontrava, no dia seguinte, mas ainda não regressou ao serviço, pelo que a LAM está a trabalhar apenas com o B737-700, matrícula C9-BAQ. Este avião fez, nesta terça-feira, dia 23 de março, um voo para transportar passageiros que aguardavam transporte para Nairobi. O avião partiu de Maputo e fez escalas em Pemba (província de Cabo Delgado) e Dar-es-Sallam (Tanzânia), antes de aterrar na capital queniana. Regressou a Pemba à noite.

 

LAM perde um terço do passageiros nos primeiros meses deste ano

Nesta semana a LAM anunciou que perdeu cerca de um terço dos passageiros de janeiro para fevereiro, facto que a companhia atribui ao impacto da covid-19.

A companhia de bandeira moçambicana transportou 20.936 passageiros em fevereiro de 2021, contra 29.923 em janeiro, “representando deste modo um decréscimo de 30% devido à pandemia da covid-19”, refere o documento.

As cinco principais rotas domésticas em termos de tráfego de passageiros em fevereiro foram Maputo-Nampula-Maputo, com 4.555 passageiros, seguindo-se Maputo-Beira-Maputo, com 3.683, e Maputo-Pemba-Maputo, com 3.215.

Abaixo dos 3.000 passageiros ficaram Maputo-Tete-Maputo (2.930) e Maputo-Quelimane-Maputo (1.975).

“Durante o mesmo período, a LAM registou um índice de pontualidade operacional na ordem de 85%, num universo de 453 partidas, significando um ligeiro decréscimo de seis pontos percentuais em relação ao mês de janeiro, em que a pontualidade registada foi de 91% para um total de 608 partidas”, acrescentou a companhia.

De entre as escalas analisadas, destacam-se ao nível de pontualidade as de Chimoio, Dar-es-Salaam e Joanesburgo, com um registo 100%, Quelimane com 93% e Tete com 90%.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica