Bem-vindo, !|Sair

Lisboa admite ajuste direto para contratar meios aéreos para combate a fogos


 

O Governo Português poderá recorrer a todos os mecanismos para disponibilizar meios aéreos para combate a incêndios florestais, nomeadamente a contratação imediata por ajuste direto, caso se verifiquem condições excecionais antes do verão, época em que é maior a incidência desses eventos.

“O nosso firme compromisso é que se em qualquer momento, mesmo em março ou abril, isto é, antes do verão, tivermos condições excecionais que o justifiquem, nós não deixaremos de recorrer a todos os mecanismos, designadamente, se for necessária, a contratação imediata por ajuste direto dos meios aéreos”, disse nesta terça-feira, dia 6 de março, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O ministro português falava à margem da sua intervenção no Fórum Europeu de Proteção Civil, que decorre na cidade de Bruxelas, na Bélgica. Eduardo Cabrita pronunciava-se sobre o concurso urgente, anunciado em Lisboa no passado dia 1 de março, que terá um prazo de 15 dias, para a contratação de 40 meios aéreos de combate a incêndios florestais para um período de três anos (2018 a 2020), num montante total de 48.888.667 euros.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica