Manobra de piloto português torna-se viral na Internet – com vídeo

Um vídeo que se tornou viral nos últimos dias na Internet, e, nomeadamente, em canais de aviação, é o de um Airbus A380 da Ethiad Airways, companhia dos Emirados Árabes Unidos, no Aeroporto de Londres/Heathrow, no passado sábado, dia 15 de fevereiro, pela espectacularidade da manobra, numa ocasião de ventos fortes e cruzados na pista, provocados pela tempestade ‘Dennis’ que assolou a Grã-Bretanha no fim-de-semana.

O que ainda poucos sabem é que o piloto que estava a aterrar a aeronave era um português, que fez o seu trabalho, com grande profissionalismo e mérito, e, como tal, correu tudo bem e a manobra tem sido aplaudida e destacada em diversos fóruns internacionais.

O piloto português, de 36 anos de idade, é um dos poucos pilotos de nacionalidade portuguesa que está certificado no maior avião de transporte de passageiros do mundo. Nasceu em Lisboa e está desde há vários anos a trabalhar na Ethiad.

  • NOTA: Esta notícia foi alterada por solicitação do piloto, de forma a manter o seu anonimato, de acordo com normas internas da companhia aérea, o que, naturalmente, tomámos em conta, tendo em vista a defesa dos interesses do piloto e das nossas fontes.

4 Comments

  1. Avatar

    Espectacular tem o facto desta aproximação e aterragem ter colocado em perigo todos os ocupantes da aeronave e os comentários, tais como os vertidos no artigo, serem infelizmente de aplauso e de favorecimento a espectacularidade, ao contrário de uma condenação por quebra das regras, sendo por isso reveladora da qualidade dos fóruns, bem como dos jornalistas especializados em aviação.
    O video deve servir de exemplo sobre o que não fazer, evidenciando os riscos , indo contra tudo o que a industria advoga como procedimento a adoptar.

    • Avatar

      Permita-me discordar.
      Ainda há poucos dias deu um programa de televisão num qualquer canal de cabo em que esta manobra era referida como sendo uma das mais espetaculares, no que diz respeito a quando é observada por um comum mortal, no entanto os pilotos treinam-na para dela fazerem uso em certas condições de vento.
      Cumprimentos

    • Avatar

      Reconheço razão no seu comentário.
      Provavelmente se fosse um voo da TAP o piloto não teria arriscado…
      Desconhece-se a pressão exercida, por parte da companhia, sobre os pilotos ao seu serviço, para que ele tivesse efectuado aquela aterragem que, de resto, lhe devemos reconhecer o mérito… Mas poderia ter corrido mal!

  2. Avatar

    O piloto Português era o copiloto. Quem aterrou foi um comandante Sueco com 47 anos. As pessoas falam do que não sabem. O Português não quer certamente estar associado a manobra perigosa e por isso pediu para retirarem o nome. O comum com estas condições de tempo, é respeitar procedimentos os chamados SOP’s. No simulador podem e devem ir para além dos limites definidos porque é treino e n tem consequências. Numa situação real a palavra de ordem é SOP’s e aqui ficou claro q os limites foram ultrapassados. O que foi escrito por um comandante(Phil) da Etihad em comunicado, não deixa dúvidas. A manobra foi arriscada e o acertado fazer era o “go around” . O acto não tem nada de heróico, quem afirma isso é ignorante. Num espectáculo aéreo as pessoas que assistem esperam ver manobras acrobáticas e tratam-se de voos sem pax. Num voo comercial com pax as pessoas querem é chegar em segurança.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica